“Fendafor 2011 vai botar todo mundo pra dançar”

Acontece nessa terça, 28, às 19 horas no Teatro José de Alencar, a abertura do 11º Festival Nacional de Dança de Fortaleza (Fendafor), com apresentação musical de Edvando Menestrel e Maracatu Nação Fortaleza, de Calé Alencar. O evento, que ocorrerá até o dia 3 de julho, conta esse ano com uma versão itinerante, de 5 a 9 de julho no Cariri, e oferece cursos gratuitos aos bailarinos inscritos.

Foto: fendaforce.com

O festival é uma iniciativa das professoras e bailarinas Janne Ruth e Goreth Quintela, que trouxeram a ideia para a cidade a partir de suas experiências no Festival Nacional de Dança do Recife, de 1996. Com o intuito de popularizar a dança no estado do Ceará, o Fendafor apresenta espetáculos que vão do balé clássico ao contemporâneo, valorizando artistas locais e difundindo o imaginário da cultura popular.

Em entrevista ao Blog do Labjor, a organizadora do Evento Janne Ruth afirma que durante toda a semana os envolvidos dormem, respiram e acordam com a dança. Esse ano serão 314 apresentações, com um total de 2.180 bailarinos. “É o maior festival de Fortaleza, premiado pelo Conselho Brasileiro de Dança como o que mais oferece oportunidades aos artistas”. A professora declara que o Fendafor tem um cunho social muito forte: “É palco para bailarinos mundialmente reconhecidos, mas também contempla grupos menores, como o de Maracanaú, os de Escolas Públicas etc. Grupos de todo Ceará tem o direito de inscrever-se para apresentações e cursos gratuitamente”.

Preocupado em trazer o que de melhor há no Brasil e no mundo, desde sua edição em 2006, o festival conta com apresentações internacionais. Janne nos fala que o importante é levar ao público o que ele deseja assistir, com categorias que englobem de dança de rua à dança do ventre. “É uma troca, fazemos uma ampla pesquisa para mostrar o que todos querem ver”. Segundo a bailarina, o grande diferencial dessa edição é a mostra itinerante no Cariri, com atrações internacionais no Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha.

Foto: Cia. Sopro (fendafor.blogspot.com)

As apresentações mais esperadas são: Márcia Jaqueline (1ª bailarina do Teatro Municipal do Rio de Janeiro), o cubano Rolando Sarabia (Cuban Classical Ballet Miami, conquistou na Rússia o título de melhor bailarino do mundo em 2010), o equatoriano Santiago Gil (Ballet Nacional de Quito) e Analay Saiz (Cuba). Do Brasil, Priscilla Yokoi (um dos maiores nomes da dança mundial) e Cia. Sopro de São Paulo, que traz aos palcos de Fortaleza 11 integrantes de um balé premiado em todo país.

Texto de Érika Zaituni

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s