“O gato branco” chega à Fortaleza com novidades

João Fonseca, diretor / Foto: Thalyta Martins

O espetáculo dirigido por João Fonseca e escrito por Jô Bilac estreou ontem no Teatro Celina Queiroz, da Unifor, com algumas mudanças e surpresas. A trama, que se desenrola a partir de um misterioso convite feito a sete pessoas (interpretados por Paloma Duarte, Bruno Ferrari, Fernanda Nobre, Camilo Bevilacqua, Pablo Falcão, Leandro Almeida e Lucianna Magalhães) para um jantar em uma antiga embarcação, o Swet Tiger Lilli, traz muito mais do que o clima tenso em torno de um assassinato.

Paloma Duarte/ Foto: Thalyta Martins

Apesar de se tratar de um suspense, o diretor João Fonseca garante: “tem muito humor também, não é uma comédia, mas tem muito humor”. Além disso, o cenário precisou sofrer algumas alterações para poder se adequar ao palco do teatro Celina Queiroz. Segundo a atriz Paloma Duarte, que interpreta a professora Vic, “está um pouquinho menor. (O navio) era mais cumprido, então, está mais compacto”.

A peça é a primeira parceria de Jô Bilac e João Fonseca, vencedores do Prêmio Shell 2011 de melhor ator e diretor. Sucesso tanto no Rio de Janeiro como em São Paulo, desde junho percorre o País e, por enquanto, tem agradado a crítica. Sendo assim, as expectativas para a apresentação no Ceará não poderiam ser melhores. “Essa peça é muito divertida, nós temos tido uma resposta muito sorridente, não acho que vá ser diferente aqui”, afirma Paloma.

Homenagem à ‘rainha do crime’

Fã de Aghata Christie, o autor Jô Bilac inspirou-se nas obras da famosa Duquesa da Morte para escrever “O gato branco”. Sendo assim, uma grande homenagem à escritora britânica, que, ao longo da carreira, publicou mais de oitenta livros, dos mais traduzidos do mundo (perde somente para Shakespeare e a Bíblia).

Um prato cheio para quem gosta de “charadas”, o espetáculo também conta com um pouco do estilo do cineasta, Alfred Hitchcock. O grande lance e desafio da peça não se tratam de encobrir a identidade do assassino até o final da apresentação, porém o único inocente, o gato branco. “A nossa missão é confundir”, explica Paloma.

E, então, ficou curioso para desvendar esse mistério? Você pode conferir hoje às 21h e amanhã, um pouco mais cedo, às 19h.

O gato branco
Dias: 23,25 e 25 de setembro
Ingressos: R$ 30 (inteira) R$ 15 (meia)

Local: Teatro Celina Queiroz, Universidade de Fortaleza
Informações: 34773033/34773175

Texto: Renata Frota e Pedro Motta

(reh_frota@hotmail.com)

(pedro.motta@live.com)

Orientação: Profª. Adriana Santiago 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s