[Série] Copa: estudantes fazem intercâmbio para aprender inglês

Matéria produzida pelos alunos da oficina de jornalismo 2012.1

João (canto esquerdo) com amigos em Intercambio na Irlanda. Foto: Arquivo Pessoal

Desde janeiro deste ano, o estudante de Jornalismo, João Bandeira Neto e um grupo de amigos viajaram para a Irlanda com o objetivo de aprender a falar inglês fluente. O que levou João a fazer a viagem foi a oportunidade de trabalhar na cobertura da Copa do Mundo 2014. Apaixonado por futebol, ele uniu o útil ao agradável. “Ter um curso de inglês tornou-se algo indispensável para qualquer profissional do Jornalismo. Aproveitei a proximidade da Copa e a necessidade de melhorar meu inglês para fazer o intercâmbio. Posso dizer que o Mundial acelerou a necessidade de ter esse curso.”

Fazer o curso fora do Brasil aumenta as chances de aprender a língua mais rápido e com mais eficiência. João conta o motivo de ter feito essa escolha. “Acho perfeito para melhorar o inglês morar em um país onde se fala a língua. Além disso, amadurecemos com as experiências de vida que temos aqui (na Irlanda), fora também que podemos conhecer vários países e culturas.”

Aprenda a falar inglês no Brasil
A língua inglesa sempre foi uma das mais procuradas nos institutos de idiomas mesmo antes de Fortaleza ser escolhida para sediar a Copa do Mundo 2014. Com a confirmação do evento na Capital, a procura pelo idioma aumentou tanto por parte dos estudantes como de profissionais já formados, conforme conta a coordenadora geral do Instituto Poliglota, Florice Gogadze.

“Nós não temos dados específicos que apontem o aumento da procura pelo curso de inglês, mas quem nos tem procurado fala que o objetivo da matricula é pensando nas oportunidades que a Copa vai proporcionar.”
Ainda segundo Florice, há cursos direcionados para fins específicos, aonde profissionais do Turismo, Medicina, taxistas entre outros, vão em busca de aprender ou aprimorar o inglês. A coordenadora do instituto também aponta a área que desperta mais interesse e procura para estudar o idioma. “Profissionais da área de negócios são os que mais procuram nossos cursos, mas muitas vezes a própria empresa nos procura para capacitar seus profissionais.”

Procura tardia

Faltam menos de dois anos para o Mundial e os estudantes não param de procurar o curso. Contudo, a coordenadora da unidade de ensino considera essa busca pelo aprimoramento profissional tardia. “Não é do dia para a noite que se aprende a falar uma língua estrangeira, é necessário tempo hábil para a preparação e principalmente para aqueles alunos que fazem o curso no setor de negócios.”

Investimento
Para fazer o curso regular de inglês, o estudante tem que desembolsar R$ 775 – são oito semestres. Caso queira aprender inglês para fins específicos, deve ser investida a quantia de R$ 980.
Se preferir e tiver condições de fazer um intercâmbio para a Irlanda, vai ter que investir cerca de R$ 12 mil, incluindo o curso, e os três mil euros que tem que comprovar para entrar no país.

Texto: Renata Pimentel e Waleska Santiago
Orientação: Profa. Adriana Santiago 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s