[Foca Nessa] Parque faz a diferença na vida corrida de São Paulo

Foto: Caio Pinheiro

A primeira impressão que temos ao chegar ao Parque do Ibirapuera é que no meio de toda aquela selva de concreto existe um lugar de ar puro, onde o verde da natureza predomina. O parque oferece diversas opções de atividades físicas que podem ser praticadas ao ar livre, também conta com uma programação cultural bastante vasta, juntando esportes e cultura no mesmo ambiente.

Lugar de trabalho, de relaxar, de se exercitar, tudo isso se faz presente na rotina de quem frequenta o Ibirapuera. Para quem está visitando pela primeira vez é até difícil escolher o que fazer primeiro, ou qual caminho percorrer dentro do parque. Existem diversas formas de explorá-lo: caminhando, andando de skate, de bicicleta, de patins, de qualquer jeito você estará se movimentando, a diferença está na experiência que cada um proporciona.

O local reúne diversos grupos de esportistas, os skatistas costumam ficar na descida próximo ao portão C, onde é possível alugar bicicletas pelo preço de cinco reais a hora, ou na descida do Museu Afrobrasil. Podem ser praticados na ciclovia ou nas pistas, porém é bom ficar atento nos horários de pico para não machucar ninguém. Tem também o pessoal do slackline, modalidade praticada entre as arvores. Os mais comuns também estão presentes, o velho futebol com trave de chinelo, a roda de altinha, quadras de basquete, de volley, e espaços para musculação.

Outra cena bastante comum é a realização de piqueniques, prática que entretem crianças e adultos. São diversos lugares para estender sua toalha e desfrutar uma refeição ao ar livre.

O parque conta ainda com três Museus: O Museu de Arte Contemporânea ( MAC), o Museu de Arte Moderna (MAM ) e o Museu Afro Brasil. Entre outros espaços culturais com programações diversas. Tudo isso somado a preocupação ambiental faz do Ibirapuera o mais importante parque da cidade, reunindo diversas tribos e fazendo a alegria de quem o frequenta.

O Parque do Ibirapuera fica no bairro Ibirapuera, e a melhor forma de se chegar é de carro ou ônibus. O seu horário de funcionamento vai de 5h as 0h todos os dias e a entrada é grátis.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Texto e fotos:  Caio Pinheiro
Orientação: Profa. Adriana Santiago

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s