Monitores comandam novos grupos de estudo

Grupo de Estudos em Tv Pública. Foto: Marina Duarte
Grupo de Estudos em Tv Pública. Foto: Marina Duarte

Um projeto que aproveita o perfil do monitor-aluno, estimulando a sua vocação natural, está sendo lançado, este mês, no Centro de Ciências da Comunicação e Gestão (CCG). É o GED, que significa Grupo de Estudo Dirigido. Na verdade, são 13 grupos de estudos de disciplinas variadas, que tomou inspiração no programa semelhante que existe no Centro de Ciências Jurídicas (CCJ). A Universidade de Fortaleza (Unifor) visa, com esta ação, a oferecer aos demais alunos mais oportunidades de assimilarem o que foi visto em sala de aula.

O objetivo dessa nova metodologia de aprendizagem é proporcionar mais possibilidades de interação entre o aluno e o professor, com mais diálogo em sala. O estudante pode usar seu tempo livre para fazer um horário extra classe. Ele vai continuar o seu aprendizado com um instrutor preparado para exercer a função de socializar o assunto visto em sala de aula com a turma, portanto, atuará como um complemento visto em sala de aula.

Para o monitor, por sua vez, é a oportunidade de exercer, na prática, o que ele vê em sala de aula com o professor da disciplina. “O objetivo do estudo dirigido é trazer segurança e liberdade para o monitor no sentido de lidar com a prática para, com isso, enfrentar o mercado de trabalho”, explica o professor responsável pelo GED, Elisberg Bessa.

Elisberg Bessa. Foto: Arquivo pessoal
Elisberg Bessa. Foto: Arquivo pessoal

O monitor da disciplina atua como um facilitador do conhecimento, recebendo as condenadas do professor responsável por orientá-lo em suas atividades, entretanto, ele é autorizado pelo seu orientador a fazer revisões do conteúdo visto em classe. Para o professor Bessa, o monitor neste projeto é visto como protagonista, onde se deposita nele a responsabilidade maior, porém o grupo não é considerado aula.

Esse novo trabalho acadêmico busca uma visão do praticante sobre o que foi ministrado em sala, tendo em vista mostrar uma outra metodologia e uma outra prática. Assim, o GED tem como proposta articular a opinião dos envolvidos e fazer com que eles possam expor seus conceitos e levar isso para dentro de sala de aula “Queremos obter com esse mais novo projeto o desenvolvimento de todos os envolvidos mas, para que isso aconteça, precisaremos do empenho de todos os interessados”, afirma Elisberg Bessa.

“O professor orientador tem como função dar subsídios ao monitor, e repassar atividades que possam haver uma dinâmica para os estudantes, portanto a turma não será algo de responsabilidade do professor”, assegura Bessa.

Grupos de Estudos Dirigido

– Jogos de Empresa
– Sistema de Gestão I
– Radiojornalismo
– Introdução à Contabilidade
– Custos e Formação
– Organização, Sistemas e Métodos
– Contabilidade de custos
– Introdução à Computação Gráfica
– Teoria do Audiovisual I
– Animação e Infografia
– Telejornalismo I
– Língua Portuguesa II
– Legislação Tributária

Texto: Gabriela Pereira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s