[Lar Maior] Economia Criativa foi pauta de Magela Lima no primeiro dia de evento

Magela Lima palestrando. Foto: Thiago Gadelha
Magela Lima palestrando. Foto: Thiago Gadelha

563662_181636861986632_631460725_nCom os 300 lugares do Teatro Celina Queiroz quase lotado, foi realizada hoje, dia 8, a palestra “Empreendedorismo e economia criativa: a chave para o sucesso” ministrada pelo Secretário de Cultura de Fortaleza, Magela Lima. A promoção foi parte da programação do ‘Lar Maior – Comunicação e Gestão em harmonia’, que prossegue até amanhã, na Unifor.

Participaram da mesa, Maria Clara Bugarim, diretora do Centro de Comunicação e Gestão (CCG), Nílbio Thé, professor do curso de audiovisual da Unifor, e Magela. Maria Clara iniciou a palestra convidando os alunos a explorarem a programação do evento, que está sendo realizado para uma melhor integração entre os cursos de Comunicação e Gestão.

Público interage na palestra. Foto: Thiago Gadelha
Público interage na palestra. Foto: Thiago Gadelha

Em seguida, Magela tomou a palavra revelando seu enorme carinho e parabenizando a Unifor pelos 40 anos, felicitando também a união dos centros. A palestra, aos poucos, foi ganhando um toque particular, já que ocupa um cargo de destaque na prefeitura, as perguntas foram surgindo em torno da cultura do município, do seu cargo e dos desafios como secretário.

Ele destacou como seu principal desafio dar a cidade uma infraestrutura cultural já que, segundo ele, “a prefeitura não possui espaços suficientes para a disseminação da arte e cultura”. O secretário acredita que o crescimento de profissionais ligados à arte só pode ter números expressivos a partir de espaços para esse fim. Além disso, ao ser questionado sobre a formação de artistas, ele cita o projeto Vila das Artes como o início de desenvolvimento nessa área. “A Vila das Artes fica no Centro e, por enquanto, temos funcionando duas escolas. É uma escola pública de arte, um lugar onde as pessoas podem aprender um fazer artístico e também se aperfeiçoar.”

Nílbio Thé, Maria Clara Bugarim e Magela Lima. Foto: Thiago Gadelha
Nílbio Thé, Maria Clara Bugarim e Magela Lima. Foto: Thiago Gadelha

Magela Lima tem como meta em sua gestão tornar mais público eventos culturais e lamenta a deficiência na divulgação de tais eventos. “Não temos uma estratégia de comunicação, a gente sabe que tem essa força dos meios eletrônicos e das mídias digitais, então fica clara questão da precariedade na nossa estrutura pública.”.

Por fim, Clara sugeriu, então, que ele, como jovem gestor, desse dicas aos alunos de como obter um crescimento profissional primoroso e ele foi enfático ao dizer que para conseguir chegar ao lugar desejado é preciso foco, destacando como ponto forte de qualquer profissional: criatividade e ousadia.

Texto: Mariane Dantas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s