[Mundo Unifor] “Para ser um evento, deve existir um caráter extraordinário”

A palestra aconteceu no dia 22/10, na sala S4 , às 7h30 da manhã e contou com a participação de alunos dos cursos de Jornalismo, Administração, Publicidade e Propaganda, Processos Gerenciais, bem como profissionais da área de eventos.

Foto: Juliana Ordéas
Foto: Juliana Ordéas

MUNDO UNIFORMichelle Galvão, professora de graduação executiva em eventos e coordenadora da Central de Eventos do  Núcleo Integrado de Comunicação (NIC), foi a palestrante responsável por comentar sobre Planejamento de Eventos Corporativos.

Michelle, de forma interativa e dinâmica, iniciou sua atividade distribuindo anúncios de jornais para discutir, juntamente com os presentes, o interesse do produtor em divulgar determinado eventos no jornal, o interesse dos patrocinadores e etc. A partir da análise dessa divulgação de evento, pôde-se perceber que, por trás de toda produção e divulgação, existe um interesse por parte da empresa em promover aquilo. “Algumas empresas aderem a eventos filantrópicos para se autopromover, por exemplo”, diz Michelle.

Foto: Juliana Ordéas
Foto: Juliana Ordéas

Após essa discussão, a palestrante inicia o seminário em si, primeiramente definindo a palavra “evento”, onde ela deixa claro que nem todo almoço, por exemplo, é efetivamente um evento. “Para ser um evento, deve existir um caráter extraordinário”, explica Michelle.

Por que as empresas fazem eventos? Essa pergunta foi respondida com base no princípio de Arquimedes: “Dê-me um ponto de apoio e uma alavanca, e eu moverei o mundo”. Ou seja, as empresas utilizam-se de eventos para aliviar tensões entre os empregados, estreitar relações entre eles, incentivá-los ou até mesmo integrar os clientes à empresa. Assim, é necessário esclarecer qual é o problema para se escolher a alavanca certa a usar e os eventos são exatamente a mais nova forma de alavancagem.

Foto: Juliana Ordéas
Foto: Juliana Ordéas

Para encerrar, foram esclarecidas as etapas de planejamento de eventos e em seguida, as 10 características de um profissional capacitado, que são: organização, priorização, comunicação, liderança, praticidade, acessibilidade, flexibilidade, sutileza, versatilidade e paixão.

Para a aluna de Jornalismo, Tháysmylly Karen (22), a palestra foi muito produtiva e interessante. Apesar de já ter feito um curso sobre produção de eventos, Thásmylly afirma que “essa oficina possibilitou um maior detalhamento de como acontece a produção de um evento de forma eficaz”. A professora palestrante também foi elogiada pela aluna. “A professora se mostrou muito dinâmica, os vídeos que ela escolheu facilitaram muito o aprendizado e compreensão de como produzir um evento”, concluiu.

Texto: Andrezza Albuquerque

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s