Jornalismo, marketing esportivo e empreendedorismo são temas do 11º Focom

Foto: Thiago Gadelha
Foto: Thiago Gadelha

Com o objetivo de promover o engajamento dos alunos da Comunicação Social na Copa Mundial da FIFA, que terá a cidade de Fortaleza como uma de suas sedes, a Universidade de Fortaleza (Unifor) recebeu o debate Jornalismo, Marketing Esportivo e Empreendedorismo: Copa da Fifa. O evento fez parte do Fórum Integrado de Comunicação (Focom), que ocorreu nesta quarta-feira, 5, no Teatro Celina Queiroz.

O debate contou com a presença dos coordenadores do curso de Jornalismo e de Publicidade e Propaganda, Wagner Borges e Bittencourt Paiva respectivamente; o coordenador de Empreenderoismo do Governo do Estado, Luis Soares; o chefe de esportes da TV Verdes Mares e comentarista do Sportv, Paulo César Norões, e do aluno da Unifor e estagiário da TV Jangadeiro, Juliano de Medeiros.

Luís Soares. Foto: Thiago Gadelha
Luís Soares. Foto: Thiago Gadelha

Luís Soares, especialista na área de empreendedorismo, sugeriu dicas para jovens estudantes montarem o próprio negócio, lembrando aos alunos que “informação é o principal produto que o jornalista tem”. Destacou ainda a necessidade de possuir uma ideia concreta do que se pretende montar, “não precisa ser, necessariamente, algo inovador”, mas pensar nas possibilidades de torná-la realizável. Salientou a noção que o empreendedor deve possuir quanto ao funcionamento do negócio, devendo elaborar um planejamento.

Paulo César. Foto: Thiago Gadelha
Paulo César. Foto: Thiago Gadelha

A conversa prosseguiu abordando a atuação dos jornalistas na cobertura da Copa. Para PC Norões, um fator positivo neste aspecto foi a experiência recente da Copa das Confederações, “que acaba servindo como um ensaio para quem pretende atuar dentro da Copa do Mundo da Fifa”. Experiente em coberturas esportivas, já tendo trabalhado em três edições – Alemanha, França e África -, Norões alerta sobre as oportunidade de crescimento das cidades-sedes, assim como o desenvolvimento de setores e trabalhos. “A Copa impacta a vida da cidade, é preciso um bom planejamento para cobrir o evento. Na Copa do Mundo o futebol é apenas um detalhe”, disse.

Em seguida, Juliano de Medeiros ressaltou que, pela rotina que o repórter adquire em coberturas grandes, muitas vezes o jornalista não tem tempo para assistir aos jogos porque existem outras preocupações na cobertura das matérias, como entrevistar jogadores e o público em geral. “A história nem sempre está com as pessoas mais importantes”, concluiu.

Ao final do evento, o debate foi aberto ao público, com destaque à pergunta da aluna de Publicidade e Propaganda da Unifor, Juliana Ordéas, aplaudida ao indagar sobre os problemas que a Copa Mundial traz à cidade, uma vez que haverá a modificação no cronograma das escolas e universidades e no aumento da quantidade de feriados. Paulo César argumentou a falta de planejamento. “O problema é que o Brasil se comprometeu e não cumpriu, desde 2007 já sabiam que a Copa ocorreria aqui”, afirmou, defendendo que seria possível evitar estas dificuldades com planejamento e o desenvolvimento de uma boa infraestrutura.

Foto: Thiago Gadelha
Foto: Thiago Gadelha

Texto: Giovânia Alencar 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s