Mitologia na contemporaneidade é tema de discussão em palestra

1779193_601930683208354_1358353479_n

“O que nos faz humanos? Por qual mito você vive? Ou será que os deuses estão mortos? Afinal, quem precisa, hoje em dia, da mitologia?”. São com esses questionamentos que a roda de conversas Mithologando, que acontecerá amanhã, 26, no auditório A3, na Unifor, iniciará o debate sobre o estudo da mitologia na contemporaneidade.

O evento, que terá sua primeira edição amanhã, contará com a presença do professor doutor em Música Antiga pelo Conservatoire National Du Raincy, Carlos Velázquez, para debater sobre a influência dos mitos dos antepassados e da consciência coletiva, instingando a reflexão nos dias de hoje. Carlos também é coordenador do grupo de pesquisa Movimento Investigativo Transdisciplinar do Homem (MITHO)

De acordo com o estudante de psicologia e membro-pesquisador do MITHO, Sidarta Cavalcante, uma roda de conversas sobre a mitologia tem o potencial de retomar antigas histórias para a atualidade trazendo, com isso, uma proposta de reconexão de saberes. “A mitologia pode ser a ‘chave’ que, novamente ativada, terá o potencial de reconectar os saberes entre si e o homem consigo mesmo e com o cosmos, abrindo possibilidades de um outro horizonte para além da névoa”, aposta o estudante.

Para a estudante de psicologia, Aline rebouças, formada em comunicação social pela Unifor, “se tomarmos como referência a lógica consumista a que estamos expostos, teremos condições de perceber que, muito longe da idéia arcaica de tratarem-se apenas de narrativas fantasiosas, os mitos são estruturas vivas que narram de forma poética sobre nossa condição humana”.

Também será levantada no debate a relação entre os mitos e o consumo na atualidade, trazendo para a roda de conversa a reflexão sobre o uso da publicidade aplicado ao estilo de vida atual. “Os mitos permeiam e influenciam o poder de compra. A publicidade se vale de muitos arquétipos pertencentes aos mitos e os inserem em diversas peças publicitárias. Não é difícil reconhecer em anúncios de Tv, principalmente, modelos que nos lembram Gaia, Heróis, Mentores, Bruxas, a Princesa ou a “jovem virgem” (uma das faces da Deusa tríplice)”, enaltece Aline, que também é bolsista institucional de pesquisa (Funcap) do Museu Virtual do Indio Cearense (Muvic).

Serviço

Roda de Conversas MITHOLOGANDO

Palestrante: Prof. Carlos Velázquez e pesquisadores do MITHO

Local: Auditório A3, Unifor

Horário: 19 horas

Entrada franca

Texto: Priscila Baima

Colaboração: Marcelo Tavares

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s