[Claquete] Flores Raras: a cura geográfica

floresraras11

claquete-2Flores Raras é um filme brasileiro dirigido por Bruno Barreto e lançado no circuito nacional em 16 de agosto de 2013. A obra concorreu em vários festivais internacionais, ganhando o prêmio de público no Festival de Berlim. Baseado na história real contada por Carmen Lucia de Oliveira no livro Flores Raras e Banalíssimas, as atrizes Glória Pires e Miranda Otto protagonizam o drama do amor entre a arquiteta brasileira, Lota de Macedo Soares, e a poetisa norte-americana, Elizabeth Bishop, no Rio de Janeiro dos anos de 1950 e 1960.

Elizabeth é uma mulher deprimida e insegura que decide experimentar a “cura geográfica”. Ela parte para uma viagem ao Brasil, rumo à casa de sua amiga, Mary Morse (Trady Middendorf). Ao chegar no país, depara-se com sua companheira, Lota, uma mulher muito segura e áspera. No entanto, após desentendimentos devido às diferentes personalidades de cada uma, as duas iniciam um romance arrebatador, o que gera grandes consequências para o triângulo feminino.

Com uma bela fotografia e um figurino espetacular, o drama é embalado pela Bossa Nova e inteiramente construído sobre dualidades, tais como as diferentes nacionalidades e idiomas, a liberdade no recanto em Petrópolis e a discrição fora dele, além das escolhas que as personagens têm que tomar. Elizabeth sente-se dividida entre magoar sua amiga e viver o amor com Lota. Enquanto Mary questiona-se sobre ser submetida à humilhação de dividir sua mulher com Elizabeth em troca de uma filha, algo que ela anseia. Lota aflige-se com a dúvida entre a segurança com Mary e a paixão repentina pela recém-chegada.

A homossexualidade não é colocada como fator principal do filme, cedendo espaço à delicada afetividade vivida pelas personagens. As visões de mundo das protagonistas chocam-se em diversos momentos, inclusive na recepção ao golpe militar de 1964, quando Lota demonstra um ponto de vista típico da elite brasileira na época, enquanto Elizabeth acredita que a democracia é o melhor caminho.

O amor é apresentado como algo complexo por meio de um romance da vida real entrelaçado a aspectos históricos de meados do século XX. As atuações são profundas e a atmosfera carioca encanta. Bruno Barreto produziu uma obra-prima para o mundo que emociona como as poesias da ganhadora do prêmio Pulitzer, Elizabeth, e impressiona como o Parque do Flamengo no Rio, idealizado por Lota.

Texto: Lucas Castro

Ficha Técnica:

Título: Flores Raras

Direção: Bruno Barreto

País: Brasil

Gênero: drama, biografia.

Duração: 1h 44 min

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s