“Uma universidade sem chapas não é uma universidade viva”

1012973_588644767937559_8763576573028104121_n

Durante o mês de novembro, as chapas que concorreram à direção do DAPAS (Diretório Acadêmico Patativa do Assaré) — “Comunique Ação” e “Integração” — expuseram seus projetos e realizaram debates propositivos com a participação dos demais alunos. A eleição aconteceu na última quarta-feira do mês, 26, e a maioria dos votos (63,82%) foi destinado à Comunique Ação.

Os grupos adversários avaliam a importância da formação das chapas e do diretório. “É de extrema importância ter esse pleito eleitoral nas universidades, principalmente nos cursos de Comunicação Social, que há muito tempo não possuíam representantes ativos para reivindicar e propor melhorias. As chapas são voltadas para os alunos, eles devem ser os beneficiários, por isso é importante a participação de todos para se obter um desempenho melhor na sua vida acadêmica”, comenta Mike Lucas, membro da “Comunique Ação”.

Mike

Mike Lucas, um dos coordenadores da Comunique Ação. Foto: Carlos Augusto

Luca Laprovitera, da chapa “Integração”, fala sobre a relevância de se ter uma disputa eleitoral e o valor do diretório acadêmico. “As chapas propõem visões políticas diferentes e isso só contribui para o aluno, melhorando e aumentando o número de ideias para garantir um período de vida acadêmica melhor para o pessoal da Comunicação. O diretório representa a luta estudantil por melhorias, que geram melhores pessoas e melhores profissionais”, ressalta.

Alessandra Oliveira, professora da Unifor e coordenadora do NIC, foi uma das fundadoras do Diretório Acadêmico Patativa do Assaré (DAPAS) em 2001, quando o curso de Jornalismo teve início na Instituição. “Quando uma universidade não tem chapas, ela não é uma universidade viva”, afirma. A professora reitera suas expectativas quanto à chapa vencedora. “Espero que ela fortaleça o movimento estudantil e que o retomem com a ENECOS (Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social)”.

Consistindo em um exercício de democracia, as chapas estudantis fazem parte de um importante processo de debates e transformações para os estudantes de graduação. O diretório acadêmico é a voz do aluno dentro do ambiente universitário. Nele, alunos de diversos cursos promovem debates, discussões, reuniões, intervenções, palestras, entre outros eventos. Os alunos que se reúnem para formar diferentes chapas trazem um maior enriquecimento para as eleições, com o direito de escolha através do voto e do maior número de ideias apresentadas.

Texto: Nícolas Brandolim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s