For Rainbow: todas as cores da diversidade sexual

1471098_619484678174579_9030254128977757209_n

Terminou ontem a oitava edição do For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual, evento que ocorreu no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e começou no dia 28 de novembro. O Cinema Fundação Joaquim Nabuco exibiu cerca de 30 filmes de diversas nacionalidades, dentre eles 18 curtas-metragens que fizeram parte da Mostra Competitiva Internacional. Entre os longas, produções inéditas e outras já conhecidas pelo público foram apresentadas, como Praia do Futuro e Hoje Eu Quero Voltar Sozinho.

O principal objetivo do evento foi abordar os temas relacionados à diversidade sexual e identidade de gênero por meio de diversas óticas transmitidas pelas atrações. O festival não se limitou à exibição de obras cinematográficas: oficinas foram distribuídas em 20 bairros da capital cearense com o intuito de ampliar as atividades educativas. Além disso, foram apresentados espetáculos teatrais, shows musicais e exposições de artes visuais.

veronica decide morrer

A banda Verónica Decide Morrer fez o show de abertura do For Rainbow. A vocalista integra o Coletivo “As Travestidas”. Foto: divulgação

O aniversário de 12 anos do Coletivo “As Travestidas” foi comemorado com apresentações e oficinas. O Coletivo, além de ter realizado performances musicais e teatrais, ficou responsável pelas apresentações dos longas e curtas-metragens que, em sua maioria, tiveram o papel de denunciar a homofobia de forma bastante sensível. A peça “Caio e Léo”, apresentada em diversos palcos fortalezenses desde maio, lotou o teatro Dragão do Mar e conquistou aplausos e comentários positivos do público ao seu término.

O Festival, que atraiu todos os públicos com seus diversos tipos de atrações, gerou reflexão e buscou a conscientização a respeito do preconceito contra o universo LGBT. Eventos que levantam essa temática cumprem um dever social, principalmente na cidade de Fortaleza, onde os casos de discriminação sexual crescem de forma elevada. O público gay torna-se cada vez mais evidente e a ocorrência anual do For Rainbow ajuda a validar a sua dignidade, além de trazer respeito para uma causa que, a cada momento, precisa de mais discussão e visão.

Texto: David Nogueira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s