[ Rádio ] Dicas simples para cuidar da voz

Em virtude da comemoração do Dia Mundial da Voz (16), a Central de Rádio Unifor, que agora terá participação ativa no blog do Labjor, preparou um boletim especial em torno do tema. O áudio, narrado pelo estudante de jornalismo Italo Nunes, conta com a participação do professor de fonoaudiologia Charleston Palmeira, abordando a importância dos cuidados com a voz e dando dicas simples para deixá-la em perfeito estado.

“Devemos ter uma higiene na voz: beber bastante água, ter um bom sono e uma alimentação equilibrada”, aconselha o professor. Ele cita, ainda, alimentos que devem ser evitados por produzir aumento de secreção e a importância dos exercícios fonoaudiológicos para manter a saúde dessa ferramenta essencial para a comunicação. Confira o áudio na íntegra:

Texto: Edinardo Coelho
Locução: Italo Nunes
Roteiro: Raquel Carlos

Rádio unifor abre inscrições para voluntários

A Rádio Unifor está com inscrições abertas do dia 29 de agosto até 09 de Setembro para estagiários voluntários. Para fazer parte da nova equipe, basta ser aluno de jornalismo na Unifor e apresentar histórico e declaração. Os novos participantes terão oficina nos dias 12 a 16 de Setembro, de 14h as 16h, ministrada pela coordenadora e professora Ana Paula Farias e pela bolsista Júlia Norões. As inscrições podem ser feitas no Labjor (Laboratório de Jornalismo) com Cleoneide.

Texto de Gizela Farias

Participe do II Festival de Música da RUFM

Foto: musicadoceara.blogspot.com

Encerra nesta quinta, 25, o prazo de inscrições para o II Festival de Música da Rádio Universitária FM. O objetivo do concurso é abrir espaço para revelar e divulgar obras inéditas, produzidas por compositores, cantores, instrumentistas e arranjadores residentes no Ceará.

“Revelar novos talentos da música cearense, não apenas cantores, mas musicistas no geral, assim como valorizar a música regional, tão esquecida hoje” diz a professora da Universidade de Fortaleza (Unifor), Kátia Patrocínio, sobre a importância do Festival para a música cearense.

Em sua segunda edição, o Festival apresenta as categorias Música com Letra e Música Instrumental. O primeiro lugar de cada categoria será indicado para o III Festival de Música das Rádios Públicas do Brasil, organizado pela Associação de Rádios Públicas do Brasil (ARPUB). As inscrições para o Festival estão abertas desde o dia 1º de agosto.

Bruno Lima, publicitário da Rádio Universitária, diz que virou tradição da emissora incentivar e dar o apoio necessário à música nordestina, principalmente, à nossa. “A ideia do festival surgiu ano passado, com o intuito de destacar a música cearense, abrindo espaço para novos talentos, já que não há oportunidades em outros veículos de comunicação, como rádio comercial, emissora de televisão, etc.”

A primeira edição do Festival de Música da Rádio Universitária FM, realizada em 2010, foi um sucesso. A divulgação do trabalho de músicos cearenses repercutiu em 143 inscrições. Os músicos David Calandrine e Tom Drummond conquistaram os primeiros lugares do Festival e foram indicados para o II Festival de Música da ARPUB.

Texto de Letícia Lima

Novas caras na Rádio Unifor

Bolsista Filipe Dias, de verde, com parte dos novos estagiários. Foto: Hyana Rocha

O Núcleo Radiofônico de Jornalismo, coordenado pela professora Ana Paula Farias, conta agora com novos estagiários voluntários. Eles se juntarão à estagiária voluntária Débora Morais e ao bolsista Filipe Dias na produção e apresentação dos programas Papo Saudável, Trocando Ideias e Primeira Pessoa, da Rádio Unifor.

Alguns deles estão no primeiro semestre do curso, mas isso não quer dizer que eles estão partindo do zero. Antes de ingressar na Rádio, os alunos participaram da 1ª Oficina de Rádio, realizada também pelo Núcleo.

O Blog do Labjor dá as boas-vindas à Leonardo Campos, Mirely Costa, Guilherme Custódio, Farley Aguiar, Thamyris de Moraes, Júlia Norões, Natália Campos, Vanessa Queiroga e Daniel Pereira.

Ouça a Rádio Unifor.

Texto de Filipe Dias

Futuro do Rádio é discutido na Unifor

Professor Carlos Bittencourt fala sobre o mercado radiofônico. /Foto: Suiani Sales

Hoje foi a vez do I Seminário de Rádio na Biblioteca da Unifor, promovido pelo curso de Jornalismo. O mercado atual do rádio foi discutido por professores e profissionais que trabalham na área. “O rádio sofre um certo preconceito dentro das agências de publicidade por algumas razões. Uma delas, é que o rádio não dá muito dinheiro. Isso faz com que o mercado despreze um pouco o veículo”, afirmou o coordenador do curso de Publicidade e Propaganda, Carlos Bittencourt.

A sociedade de hoje está muito presa e ligada à imagem.“Hoje em dia ninguém mais pensa em seduzir o ouvinte. A criação radiofônica caiu bastante. As propagandas no rádio atual são reduzidas a “jingles” e isso tende a prejudicar a produção e a criação de novas formas de propaganda”.

Bittencourt intitulou seu discurso como “um pouco pessimista” e disse ainda que as pessoas praticamente só escutam rádio dentro do carro. “Ainda invetaram um negócio horrível chamado de mp3. No meu tempo, o prazer pela música era vivenciada em conjunto e hoje é um prazer egoísta”.

O coordenador também ressaltou que devemos não pensar só na memória do rádio e achar que o veículo não tem mais jeito. É importante pensar e agir no presente e no futuro do rádio. “Nós temos um veículo fantástico, mas não o valorizamos”.

Texto de Suiani Sales