Labjor é destaque no prêmio OAB-CE

Foto: Divulgação/OAB-CE
Foto: Divulgação/OAB-CE

A Ordem dos Advogados do Brasil do Ceará (OAB-CE), anunciou, no último dia 29, os vencedores das cinco categorias da primeira edição do Prêmio de Jornalismo Luís Cruz de Vasconcelos que teve o objetivo de estimular o debate sobre a temática do Direito associado ao viés da Justiça Social, e o Laboratório de Jornalismo (Labjor) do Núcleo Integrado de Comunicação (NIC) da Universidade de Fortaleza estava entre os vencedores.

A matéria publicada no Blog do Labjor Unifor, representado pela jornalista e professora Janayde Gonçalves e a aluna Priscila Baima, foi a vencedora da categoria internet com a matéria “Cai o plebiscito proposto por Dilma, mas as discussões pela reforma política mantêm-se de pé”  que abordava a reforma política, publicada em julho.

Para a professora Janayde, é um desafio escrever sobre política para um público jovem, mas é muito gratificante também dar essa contribuição. Já a aluna Priscila Baima, nunca havia participado de um prêmio de jornalismo. Para ela, foi uma comprovação que prêmios como este podem ser importantes para carreira acadêmica e profissional, “além do reconhecimento que é impagável”, comemora Priscila.

Prêmio OAB

A solenidade foi realizada na sede da Associação Cearense de Imprensa (ACI) e reuniu jornalistas, políticos e convidados para celebrar os 80 anos da instituição e os agraciados com o prêmio.

No total foram distribuídos R$ 34 mil em prêmios entre as categorias: Internet, Telejornalismo, Radiojornalismo, Fotojornalismo e Jornalismo Impresso.

Os trabalhos premiados foram apreciados e julgados pela comissão composta pelos jornalistas Nilton Almeida, Adísia Sá, Miguel Macêdo e Wagner Borges, além do advogado Cleto Gomes.

Texto: Célio Scipião

Jornalista Ivonete Maia foi cremada hoje

Ivonete atuou nos jornais “O Nordeste”, “Gazeta de Notícias”, “O POVO” e nas rádios Assunção e Verdes Mares / Foto: Divulgação

Professores e estudantes do Curso de Jornalismo da Unifor lamentam com pesar a morte da jornalista, Maria Ivonete Moreira Maia, conhecida por Ivonete Maia. Um dos ícones da imprensa cearense foi cremada hoje à tarde, após o velório no Complexo Velatório Ethernus (rua Padre Valdevino, 1688, Dionísio Torres). Ela, que vinha lutando contra um câncer de esôfago, faleceu na manhã da terça-feira (15/02), aos 73 anos, vítima da doença.

Professora de grande parte dos docentes do Curso, Ivonete nasceu em Jaguaruana, formou-se em Letras e Jornalismo, sendo aluna da primeira turma do curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Ceará (UFC) e ao longo da carreira, marcou presença no meio da Comunicação. Foi a primeira mulher a presidir a Associação Cearense de Imprensa (ACI) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará (Sindjorce). Continue lendo “Jornalista Ivonete Maia foi cremada hoje”