Minha terra, Fortaleza, onde vejo o sol brilhar

Barra do Ceará. Foto: Débora Queirós
Barra do Ceará. Foto: Débora Queirós

A capital do Ceará, que neste sábado,13, completa 287 anos, cativa afetos nos que aqui nasceram. Nos que partem, fica a saudade, como se o vigor dessa Fortaleza não se encontrasse em outro lugar. Como diz Gonçalves Dias na emblemática Canção do Exílio, “nosso céu tem mais estrelas, Nossas várzeas têm mais flores; Nossos bosques têm mais vida; Nossa vida mais amores.”

Em nossa cultura, aniversários são datas cercadas de expectativas. Por isso, é comum sair-se um pouco da rotina, expressando sentimentos e presenteando quem protagoniza mais um ano de vida. Por essa razão, alguns fortalezenses resolveram presentear a cidade conhecida como terra do sol, falando do que mais gostam nela.

O sol e o calor de Fortaleza, não à toa, são os itens bastante citados, principalmente por aqueles que habitam outras terras, longe da natal. Ao ser questionado sobre seu local favorito, o músico Thiago Montana, que vive há cinco anos em Estocolmo, fica em dúvida entre a beira-mar e o bairro Benfica. “A beira-mar é um lugar de se deliciar com o por do sol, fazendo uma corrida rápida depois do trabalho, e também mais a noite, com a paisagem e amigas de não muito tempo”, diz ele.

Saudade do calor. Thiago Montana no frio europeu.
Saudade do calor. Thiago Montana no frio europeu.

Quanto às razões sobre o apreço pelo Benfica, Thiago conta com saudade das “noites quentes de verão, em que costumava esfriar com algumas cervejas geladas em algum bar próximo”, mas admite que o que realmente gostava eram as noites cheias de gente comunicativa do bairro.

Como Thiago, a estudante Águeda Pryska, que há alguns meses mora na França, compartilha uma afeição especial pela Beira-mar, mas sob uma perspectiva diferente. “Eu gosto do vazio de pessoas no aterro pelas manhãs bem cedo, do vento e também por sentir a beleza de Fortaleza mais forte nessa área – não sei explicar bem o motivo. Mas para mim é o cartão postal de cidade!”, conta.

Águeda Pryska, na paisagem panorâmica da Beira-mar. Foto: Arquivo pessoal
Águeda Pryska, na paisagem panorâmica da Beira-mar. Foto: Raquel Cavalcante

“Vai manter a tradição…”

Filó França, integrante do tradicional bloco carnavalesco, Unidos da Cachorra, também elege o Benfica como seu cantinho predileto. “Adoro ir para lá pra ficar sentada ouvindo as histórias do seu Chagas, no famoso bar do Chaguinha; de beber sentada na calçada e, principalmente, do carnaval que acontece lá, cheio de originalidade cearense e alegria”, conta ela.

O que Filó descreve são elementos da cidade tão tangíveis quanto sua beleza natural. O que parece marcar quem aqui nasceu, além do “só, bem vermeio” de Patativa, é uma cultura rica, diversa e profunda. Se Fortaleza tivesse um banquete de aniversário, certamente não faltaria a tradicional cocada, o quebra-queixo e um bolo de Fubá bem grande, para caber as 287 velinhas.

Filó França curtindo o carnaval do Benfica. Foto: Arquivo pessoal
Filó França curtindo o carnaval do Benfica. Foto: Arquivo pessoal

Comemoração oficial

A Prefeitura organizou uma programação aberta ao público, em homenagem à cidade. A grande estrela da noite será o cantor Milton Nascimento, que fecha os shows deste sábado. Para facilitar o acesso, além de baixar temporariamente o valor da passagem para R$ 1.60 (inteira) e R$0,80 (meia), será disponibilizada uma frota extra de ônibus.

Confira a programação cultural de aniversário:

16h – Abertura da Arena Infantil.
18h – Show “Brincadeiras Cantadas”, do grupo Palavra Cantada.
20h – Show “Para cantar Fortaleza”, com artistas locais cantando canções de compositores cearenses.
21h – Show do Milton Nascimento com participação da fadista portuguesa Carminho e da Orquestra Eleazar de Carvalho.

Serviço

Aniversário de 287 anos de Fortaleza

Local: Aterro da Praia de Iracema
Horário: sábado (13), a partir das 16 horas

Texto: Manoela Cavalcanti

Ano novo de novo?

Nesse evento no Facebook, os amigos combinavam um encontro para comemorar o novo ano. Foto: Reprodução do Facebook
Nesse evento no Facebook, os amigos combinavam um encontro para comemorar o novo ano. Foto: Reprodução do Facebook

Muitas pessoas mantêm o costume de fazer do réveillon uma espécie de ponto de partida para começar novas atividades e pôr planos adormecidos em prática. Alguns dizem que irão começar uma dieta, que estudarão mais, que entrarão na academia… Seguindo este mesmo costume, muitos aproveitaram que o feriado de Carnaval aconteceu mais cedo este ano para adiar um pouco a volta à rotina. “Desde pequena escuto que o ano só começa depois do Carnaval. Porque é o primeiro feriadão do ano e as pessoas acabam ‘imprensando'”, conta a estudante de arquitetura, Luana Montenegro.

Unifor

Hoje foi possível notar um maior movimento de alunos no campus, mesmo que as aulas tenham começado uma semana antes do feriado. O trânsito, com a ajuda da chuva, ficou ainda pior esta manhã por causa do fluxo intenso de carros. Alguns alunos queixaram-se do tráfego e a demora para chegar em seus destinos. “Sem dúvida o fluxo aumentou, alguns amigos meus disseram que só deixaram pra ir pra aula essa semana”, comenta o estudante de arquitetura, Vinícius Macêdo.

Usando do bom humor e da liberdade que as redes sociais hoje proporcionam, foi possível encontrar pessoas desejando “feliz ano novo” em pleno mês de fevereiro, como você pode conferir nas imagens.

Foto: Reprodução do Facebook
Foto: Reprodução do Facebook
Foto: Reprodução do Facebook
Foto: Reprodução do Facebook
t1
Foto: Reprodução do Twitter

twwet

Texto: Iara Sá

“Quem não gosta de samba é ruim da cabeça.. ou doente do pé”

O Pré-Carnaval de Rua de Fortaleza é uma manifestação tradicional que mobiliza foliões por meio dos blocos e brincadeiras espontâneas, fortalecendo as raízes culturais e estimulando a criação artística do fortalezense. Mais do que apenas festa, brilho e cor, os blocos se tornaram instrumentos de expressão social e política, indo além de simples manifestação cultural, e sendo compreendidos como objetos de estudos para se entender o que as pessoas pensam sobre elas mesmas e sobre a sociedade em que vivem.

Continue lendo ““Quem não gosta de samba é ruim da cabeça.. ou doente do pé””

“Antes de pular carnaval, dê um pulo no Hemoce”

Este é o nome da campanha que ocorre até amanhã no shopping Iguatemi. Uma unidade móvel do hemocentro está estacionada no estacionamento do Extra Supermercado, recebendo doadores de sangue e de medula óssea. A campanha se estenderá até sexta-feira, dia 4, de 10h às 17h.

Segundo Adalise Maia, assistente social da área de captação do Hemoce (Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará), 50 pessoas se aparesentaram no primeiro dia. Delas, 30 puderam doar sangue. Já para doação de medula, 10 cadastraram-se. A maioria dos voluntários foi de jovens entre 18 e 39 anos. A intenção é manter o estoque da instituição regular.

Esta parceria do Hemoce com o shopping Iguatemi já ocorre desde 2003, sempre na semana que antecede o carnaval. Em 2010, a campanha teve um dia a mais, e 304 pessoas doaram. A meta deste ano é bater o número passado.

Ademais, nos dias 6, 7 e 8 de março, a captação será feita no ginásio poliesportivo Paulo Sarasate, durante a 25ª edição do evento religioso “Renascer”.

Para ser doador

Deve-se pesar mais de 50kg
Ter entre 18 e 65 anos
Estar saudável
Bem alimentado
Apresentar um documento oficial com foto

Serviço

Unidade Móvel do Hemoce no Shopping Iguatemi
Data: 1º a 4 de março
Horário: 1º a 3 de março – 10h às 19h / 4 de março – 10h às 17h
Local: Estacionamento do Extra Supermercados
Telefone do Hemoce: 31012296

Texto de Camila Holanda

Carnaval na Capital: muito mais que o som da marcha lenta

Desde 2010, Fortaleza passou a ser uma opção para os foliões do carnaval, rompendo com a tradição da tranquilidade que toma a cidade no feriado. Costumava-se sair do Estado ou ir às praias, onde as disputas de carros de som tomam as ruas. Mas a Prefeitura decidiu investir pesado na festa e dividiu a cidade em sete pólos. Neles, a diversidade musical sobe ao palco.

O principal local de atrações será o Aterrinho da Praia de Iracema. Neste ano, o compositor homenageado é o cearense Evaldo Gouveia, que teve suas músicas gravadas por Altemar Dutra, Maysa, Gal Costa, Jair Rodrigues e tantos outros.

 

Roberta Sá traz seu samba carioca para o Aterrinho no domingo./ Foto: Alexandre Moreira

 

Para comemorar o Dia Internacional da Mulher, 8 de março, Teresa Cristina e o grupo feminino Samba de Rainha apresentam-se no último dia de festa. Os outros seis pólos serão: Largo da Dona Mocinha, Largo do Mincharia – com programação infantil -, Parque da Liberdade, bairros Messejana e Benfica e o costumeiro desfile das agremiações carnavalescas na avenida Domingos Olímpio.

Na sexta-feira, 11, o homenageado Evaldo Gouveia estará com o músico Macaúba em show no Mercado dos Pinhões. “Baile do Evaldo” será o nome do evento.

Serviço

Pólo: Aterrinho da Praia de Iracema

Sábado, 5 de março
Abertura do Carnaval de Rua de Fortaleza 2011
Blocos de arrasto do Pré-carnaval
Orquestra carnavalesca Casa Blanca
Groovytown
Cidadão Instigado
Marcelo D2

Domingo, 6 de março
Blocos de arrasto da Praia de Iracema
Orquestra carnavalesca Fortaleza Folia
Banda Nacionalize
As Chicas
Zé Renato
Roberta Sá

Segunda-feira, 7 de março
Blocos de arrasto do Pré-carnaval
Parahyba e Cia. Bate Palmas
Os Transacionais
Fino Coletivo
Martinho da Vila

Terça-feira, 8 de março
Blocos de arrasto do pré-carnaval
Banda de Orquestra Carnavalesca Status
Lu de Souza e o Forno Eletro
Samba de Rainha
Teresa Cristina

Texto de Camila Holanda