[Mundo Unifor] Cidades Inteligentes é tema da palestra principal do CCT

Antônio Carlos Dias. Foto: Thiago Gadelha
Antônio Carlos Dias. Foto: Thiago Gadelha

MUNDO UNIFORO Centro de Ciências Tecnológicas (CCT) recebeu nesta quarta-feira, 23/10, o diretor de Smarter Cities da IBM Brasil, Antônio Carlos Dias. Ele tem pós-graduação em Gestão Empresarial pela Escola de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e graduação em Engenharia de Sistemas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

O encontro foi dividido em duas partes, uma direcionada aos professores voltados para área tecnológica e outro para o público em geral, numa Palestra Magna. Carlos Dias explicou a necessidade de se trabalhar melhorias para as cidades, defendendo que este é um espaço de profunda interação social. Ao explanar sobre a sua função profissional, ele brincou falando sobre a explicação que deu ao seu filho de nove anos, no que este resumiu a conversa dizendo: “Você ajuda as pessoas a serem mais felizes!”. Antonio Carlos acredita que trabalha para melhorar a vida das pessoas aplicando tecnologia de forma inteligente a fim de solucionar problemas sociais.

Foto: Thiago Gadelha
Foto: Thiago Gadelha

Ele conta que a explosão demográfica foi um grande marco na mudança estrutural da sociedade, fazendo surgir a necessidade de melhorias nos setores de educação, saúde, segurança, trânsito, entre outros. Segundo ele, a IBM notou que estes fatores se correlacionam, facilitando o processo de modificações, “o problema consiste em conseguir pensar de forma conjunta, não individual”.

Perspectiva futura

Ele estima que em 2025 a população mundial terá um acréscimo de 300 milhões de habitantes, e a preocupação está na quantidade de produção acentuada que isto causará. “Quanto maior o volume de pessoas, mais quantidade de produção é necessária. As cidades mais inteligentes serão as que menos gastarem energias em suas tarefas”, argumentou Carlos Dias. Sua crítica girou em torno da leitura de dados para aplicar mudanças realmente viáveis. “Existe um grande volume de dados, a maioria é descartada por conta dos métodos de estudo. Deve ser estruturada uma forma de tratamento na leitura destes dados”.

Dias ressalta que a tecnologia tem que ser pensada com o propósito de solucionar problemas que ainda irão ocorrer, “em breve as mensagens em tempo real não valerão de nada, o futuro é mais importante para resolver os problemas”. Deve ser pensado uma estrutura que calcule ocorrências futuras que previnam possíveis desastres sociais.

O palestrante destaca que cada cidade possui suas carências (energéticas, de transporte, educacionais, etc), mas o que as tornam melhores é a qualidade de vida que esta pode oferecer aos seus habitantes, e não apenas o PIB gerado, ou outros indicadores meramente econômicos. “E isto está inteiramente ligado à melhoria de vida, que é o propósito do programa do IBM voltado para as Cidades Inteligentes”, concluiu Dias.

Texto: Giovânia Alencar

Estudantes conhecem novos projetos do CCT

Hoje, o projeto Unifor Experience recebeu a visita dos alunos dos colégios Juvenal de Carvalho e Santa Quitéria. Os jovens tiveram a oportunidade de conhecer a estrutura da Universidade, bem como as produções científicas, culturais e tecnológicas que fazem parte da semana do Mundo Unifor 2011. Eles também apreciaram a Casa de Plástico, uma das atrações desta edição, e participaram de uma palestra ministrada no dia dedicado ao Centro de Ciências Tecnológicas (CCT).

Concentrados, alunos assistem à palestra ofertada pelo CCT/ Foto: Alexandre Abreu

Continue lendo “Estudantes conhecem novos projetos do CCT”