Espaço O Povo de Cultura e Arte estimula discussões culturais

Entrevista Aberta realizada no dia 12 de março no Espaço O Povo. Foto: Arquivo pessoal/ Espaço O Povo
Entrevista Aberta realizada no dia 12 de março no Espaço O Povo. Foto: Arquivo pessoal/ Espaço O Povo

Espaço O Povo de Cultura e Arte, em sua programação do mês de março, iniciou no dia 12 de março ciclo de palestras literárias e mini-cursos voltados para a área cultural. Os eventos vão até o fim deste mês.

Hoje, 26, às 19 horas, haverá uma mesa redonda com o tema 1964: Clarice em meio as suas personas; G.H., Janair, Sofia, Ofélia, Lisette. Serão realizadas releituras de A paixão segundo G.H. quarto romance da autora, e A Legião Estrangeira, sua segunda coletânea de contos, contemporâneos ao golpe de 64. A convidada Fernanda Coutinho, organizadora do evento e professora do Departamento de Literatura da Universidade Federal do Ceará (UFC) falará, em parceria com a professora Vera Moraes, sobre como estabelecer uma crônica desses livros, analisando desde o estranhamento das personagens até a publicação das obras.

Já na sexta-feira, dia 28, às 18:30h, acontecerá um passeio pelo mundo dos livros e da literatura. Usando As Meninas, de Lygia Fagundes Teles, considerada pela crítica uma das mais importantes escritoras brasileiras, a mesa redonda vai discutir a obra literária para o público, fortalecendo o gosto e o prazer pela leitura. As mediadoras serão a professora da UFC, Inês Cardoso, e as professoras da UECE Cleudene Aragão e Vânia Vasconcelos.

 Serviço

Local: Espaço O POVO de Arte & Cultura

Endereço: Rua Aguanambi, 282 – Joaquim Távora (Sede do Jornal O POVO)

Aberto ao público | Entradas Limitadas

Mais informações: http://www.fdr.com.br

1. Os cursos oferecidos pelo Espaço O POVO de Cultura & Arte precisam de inscrições prévias. Serão cobradas taxas dos inscritos quando os cursos forem realizados mediante parcerias com empresas ou ministrantes.

2. Estarão disponíveis aos participantes das atividades gratuitas do Espaço O POVO vagas no estacionamento ao lado da sede do Jornal (Av. Aguanambi, 252 B).

Texto: Cidney Sousa

 

[Foca Nessa] Há um espaço novinho para a cultura em Fortaleza

Foto: Manoela Cavalcanti
Entrada da Caixa Cultural em Fortaleza. Foto: Manoela Cavalcanti

Presente em Porto Alegre, Rio de Janeiro, Recife, Brasília, Curitiba, Salvador e São Paulo, a Caixa Cultural acrescentou Fortaleza como uma de suas sedes, em Junho de 2012. Os espaços são bem diferentes entre as cidades, mas todos têm em comum a proposta de fomento à arte e cultura, por meio de exposições, shows musicais, teatrais, etc . Também há Editais, programas e oficinas de inclusão social.

Apesar de ficar no antigo prédio da Alfândega, construído no final do século XIX e tombado pelo Patrimônio Histórico, a sede de Fortaleza tem até cheiro de coisa nova. Ao entrar, o visitante caminha por uma alameda verdejante com uma fonte no fundo. Dentro do prédio, há foyer, teatro, café, livraria e salas para exposições.

Shows

A programação dos espaços está em constante mudanças. A Caixa Cultural daqui teve, no início de março, show da cantora Zizi Possi, e terá este fim de semana, dias 15, 16 e 17, três apresentações de Geraldo Azevedo, no show O Canto e a Poesia.  Os ingressos, no entanto já estão esgotados na bilheteria.

Foto: Manoela Cavalcanti
Teatro no qual se apresentará Geraldo Azevedo. Foto: Manoela Cavalcanti

O rápido esgotamento de lugares tem aborrecido parte do público, que fez críticas abertas à instituição, via Facebook. O site da sede Fortaleza ainda não dispõe programação, e também não há informações sobre isso em publicações impressas.

Segundo uma funcionária do local, alguns artistas ainda não haviam confirmado datas, por isso a falta de informações, tanto no site, quanto em folhetos ou folders. Nos dias 22, 23 e 24 de março haverá uma peça teatral chamada “Como Nascem as Estrelas”, uma adaptação teatral do livro homônimo de Clarice Lispector, relacionada a obra literária  A Hora da Estrela.

Salas Expositoras

Orlando Villas Bôas no Xingu. Foto: Manoela Cavalcanti
Orlando Villas Bôas no Xingu. Exposição de Renato Soares

Kuarup – a última viagem de Orlando Villas Bôas é o título da corrente exposição no espaço da Caixa. Com três ambientes interativos, vídeos, fotografias e objetos, a mostra une a história de vida dos irmãos Villas Bôas – missionários em defesa da cultura indígena – e fotografias que documentam uma cerimônia dos índios, o Kuarup, em homenagem a seus mortos.

O Kuarup registrado pelas lentes do fotógrafo Renato Soares, em 34 fotografias, tem uma particularidade: é a última homenagem dos indígenas feita para Orlando Villas Bôas, por isso o título. Provavelmente o único Kuarup em honra a um “homem branco”.

A exposição remonta a vida dos irmãos desbravadores, a relação com a comunidade indígena, assim como a criação do Parque do Xingu e seu legado. Apresenta Orlando Vilas Boas como uma espécie de intelectual aventureiro – um Indiana Jones do Brasil, mas com uma causa verdadeira, premente, nobre, e atualíssima.

Fotografia de Renato Soares
Índio. Exposição de Renato Soares

Serviço

Exposição: de 26 de fevereiro a 7 de abril de 2013 (de terça-feira a domingo)
Horário: das 10h às 20h
Local: Galeria da CAIXA Cultural Fortaleza (CE)
Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema
Entrada: Franca
Classificação etária: Livre
Informações: (85) 3453-2770

Texto: Manoela Cavalcanti