[ Ensaio ] 15 anos de encontros

Em Fortaleza, existem inúmeros lugares onde se pode encontrar harmonia, paz, cultura, diversidade, diversão e liberdade. Pode-se ir ao cinema, ao teatro, ao planetário, museus, exposições ou simplesmente reunir-se em um barzinho com música ao vivo e boa companhia. Existe um lugar, no entanto, que engloba todas essas qualidades.

Um lugar onde amores se formam, poetas se reúnem, crianças comem pipoca e adolescentes desfrutam da companhia de amigos. Um lugar onde todo residente de Fortaleza já passeou um dia. Onde grandes espetáculos já tiveram suas estreias. Onde filmes polêmicos podem ser exibidos para seu público. Um lugar que nasceu com o intuito de ser o refúgio dos rebeldes, dos apaixonados e dos poetas. Esse lugar é o Dragão do Mar.

O nome do centro cultural veio em uma justa homenagem ao jangadeiro e abolicionista Francisco José do Nascimento, ou como era mais conhecido: Chico da Matilde, que foi um dos grandes heróis em prol da abolição da escravatura no estado do Ceará.

O ensaio dessa semana traz ao blog do Labjor um pouco desse grande marco na história de Fortaleza que, em abril, completa 15 anos de funcionamento. Saí na missão de capturar os cantos icônicos do Dragão, como a Praça Verde e a Ponte da Ilusão. Um ensaio colorido, buscando formas arquitetônicas, que busca ressaltar a importância do Dragão do Mar, não apenas como ponto turístico, mas também como ponto de arte e cultura da região.

Texto e Fotografia: Maria Navarro

Apresentação musical motiva conhecimento cultural

1966711_644834908896994_480182201_n

Durante o fim deste mês até o dia 13 de abril, o Coral da Universidade Federal do Ceará (UFC) apresentará, no Teatro Dragão do Mar, o Espetáculo Menino. Em sua segunda temporada, o objetivo desta produção é para o conhecimento artístico e cultural de alunos das escolas públicas.

Na harmonia de 36 vozes, o espetáculo cênico-musical é inspirado em obras do cantor e compositor Milton Nascimento. Envolvidos com canções como Bailes da Vida e Maria Maria, o público acompanha a história do amadurecimento do jeito menino, com perdas e resistências trazidas pela vida, mesclando o sonho e a realidade.

O grupo de coral da UFC existe há 25 anos, não tem fins lucrativos e preza o desenvolvimento de estudantes, trabalhadores e pessoas da comunidade. A educação musical é uma das atribuições fundamentais para a formação de valores humanos.

Sob direção dos maestros Erwin Schrader e Elvis Matos e preparação vocal de Gerardo Viana Júnior, a peça teatral busca incentivar alunos da escola pública uma nova proposta terem acesso à formação e divulgação da música. Para isso, os diretores e professores das instituições públicas cearenses devem entrar em contato com o grupo através dos números 8887.3527 e 9631.3545 ou pelo e-mail bergmenezes13@gmail.com.

Serviço

Local: Teatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura

Período: 21, 22, 23, 28, 29 e 30/3 – 04,05,06,11, 12 e 13/4

Ingressos: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia)

Informações: Alexandre Santos (8868.6965)

Texto: Fernanda Façanha 

Cine Freud exibe sessão especial no Dragão do Mar

CineFreud

Neste sábado (22), o Cine Freud apresenta, no Cinema do Dragão, o longa-metragem Os Imorais (1990), do diretor Stephen Frears – conhecido pela direção de Philomena, um dos indicados ao Oscar de Melhor Filme de 2014.

A narrativa acompanha o trambiqueiro Roy Dillon (John Cusack), que, após reencontrar sua mãe, Lilly (Anjelica Huston), vê-se envolvido em um estranho triângulo amoroso com ela e sua nova namorada, Myra (Annette Bening), em uma trama marcada por sedução, traição e assassinato.

Após a sessão haverá um debate conduzido pelo Prof. Dr. Marco Antonio Coutinho Jorge, membro do Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Diretor do Corpo Freudiano Escola da Psicanálise – Seção Rio de Janeiro.

O cineclube

Projeto de extensão da Universidade Federal do Ceará (UFC), o Cine Freud tem por objetivo proporcionar a transmissão do saber psicanalítico aos alunos de graduação em Psicologia, bem como ao público de forma mais ampla – psicanalistas, estudantes, profissionais da área e comunidade em geral.

O cineclube, que tem sessões semanais na Casa Amarela Eusélio de Oliveira, às quartas-feiras, articulou desde fevereiro deste ano uma nova atividade em parceria com o Cinema do Dragão (Fundação Joaquim Nabuco): “Cine Freud no Dragão do Mar”. Com sessões mensais, a atividade ocorre em dias sábado, às 14h, e conta com o espaço e o equipamento cultural do Cinema do Dragão.

A parceria

A articulação se deu a partir de um convite dos curadores do cinema, Pedro Azevedo e Salomão Santana. “Desde que assumimos a curadoria, temos a ideia de abrir o espaço para os cineclubes da cidade”, declara Pedro, salientando que a escolha do Cine Freud se deu pela proposta sólida do projeto, bem como por seu público fiel.

Desde a reabertura do espaço (em setembro do ano passado), a programação do Cinema do Dragão tem tido uma proposta voltada para a formação – de pensamento e de público para o cinema. O Cine Freud se encaixa perfeitamente nesse paradigma por seu viés de aproximação entre a Psicanálise e o conteúdo da obra exibida, cuja escolha é sempre feita pelo psicanalista convidado para conduzir o debate após a sessão.

Apesar do calendário apertado – consequência da quantidade pequena de salas de que o espaço dispõe – a curadoria do cinema promete que mais atividades do gênero ocorrerão em breve.

A sessão de amanhã será gratuita e aberta ao público, e as inscrições poderão ser feitas no local do evento a partir de 13h30 ou por meio do formulário online, disponível no link: http://bit.ly/1ls2Lnn.

Serviço

“Cine Freud no Dragão do Mar”

Filme: Os Imorais (Stephen Frears, 1990)
Debatedor: Prof. Dr. Marco Antônio Coutinho Jorge
Horário: 14h
Local: Cinema do Dragão-Fundação Joaquim Nabuco
(Rua Dragão do Mar 81)

Texto: Lia Martins

Novo trabalho da cantora Apá Silvino reúne lirismo e suavidade

1457666_779348252078050_1196333699_n

Será lançado na próxima sexta-feira, 21, às 20h, na Livraria Cultura, o CD Sinal de Cais,da cantora cearense Apá Silvino. A artista, que já acumula 30 anos de carreira, três discos lançados, com colaborações de grandes nomes da música popular brasileira, como Fagner, Belchior e Milton Nascimento no seu repertório, fará uma noite de autógrafos acompanhada de um pocket show  do novo álbum.

O mais novo trabalho da cantora teve início em 2006, por meio de uma lista de discussão do site Yahoo, intitulada M-Música, em que se deu boa parte do processo criativo para o disco. O trabalho, que levou oito anos para ser finalizado, surgiu a partir de parcerias virtuais com outros artistas do meio musical de diversas regiões do país.

Sinal de Cais apresenta composições exclusivamente autorais, reunindo o lirismo, suavidade e charme feminino, que traz ao público cearense um porto de chegada para a música popular de qualidade, com canções que retratam o amor feliz, além de sentimentos íntimos do ser humano. A cantora explica que a sua relação com a música é simbiótica, sempre esteve presente em sua vida, desenvolvendo diversas aptidões na infância, como estudante de semiologia musical e piano. “Cantar é bom demais, fazer música é melhor ainda”, ressalta Apá Silvino.

Para marcar a temporada de lançamento do CD, nos dias 17 e 18 de maio de 2014, será realizado dois shows no Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Serviço

Lançamento do disco “Sinal de Cais”

Data: 21 de março

Hora: 20 horas

Local: Livraria Cultura

Texto: Marcelo Tavares 

Nathalie Joly apresenta-se hoje em espetáculo gratuito

Paris-Bukarest

A cantora e atriz francesa Nathalie Joly apresenta hoje, às 20h, no Teatro Dragão do Mar, o espetáculo Paris-Bukarest.

Artista de renome internacional, Nathalie Joly já foi agraciada com diversos prêmios ao longo de sua carreira, dentre os quais prêmio de canto, por unanimidade, do Conservatório de Boulogne Billancourt. Fascinada pelas formas do “cantar falado” e, em especial, pela música de Kurt Weill, Joly direcionou seus estudos para o repertório dos anos 1930 e 1940.

Paris-Bukarest consiste em uma seleção de canções extraídas do repertório da cantora Maria Tănase, conhecida como a “Edith Piaf romena”, e conta com direção de Maurice Durozier e voz, adaptações e concepção de Nathalie Joly, que é acompanhada por Thierry Roques no acordeom.

O espetáculo é uma realização da Alliance Française de Fortaleza e da embaixada da França no Brasil, e tem entrada franca.

Serviço

Nathalie Joly em Paris-Bukarest

Data: hoje (14)
Horário: 20h
Local: Teatro Dragão do Mar
(R. Dragão do Mar 81 – Praia de Iracema)

Texto: Lia Martins