[Foto Legenda] Photonic realiza primeiro workshop de fotografia

Hoje, 13, aconteceu o primeiro workshop promovido pelo Photonic com o tema ‘Fotografia de Moda’. O evento contou com a presença de dois convidados com experiência no segmento: o fotógrafo e estudante de publicidade Daniel Aragão e a modelo e estudante de jornalismo Alana Oliveira. O objetivo do encontro foi aprimorar os conhecimentos dos estagiários sobre a fotografia desde a formulação conceitual até o posicionamento no mercado de trabalho.

Texto: Fernanda Façanha 

[Ensaio] Novos talentos ingressam no Photonic

Foto: Andrew Menezes
Foto: Andrew Menezes

O ensaio de hoje traz uma foto de cada um dos selecionados no processo seletivo que acolheu cinco novos integrantes no Photonic.

O mais importante do estágio, para quem trabalha com fotografia, é o aprendizado que não nos restringe a apenas fotografar, mas a lidar com situações até então estranhas (como ter que trabalhar com uma câmera desconhecida ou sob a pressão de um deadline).

As vagas da seleção deste semestre foram ocupadas por Andrew Menezes, Levi Nogueira, Lucas Diniz, Rafael Lucas e Thais Mesquita. Os novos estagiários ingressarão no Photonic a partir de segunda-feira (10).

Texto: Maria Navarro, estagiária do Photonic

Confira a galeria:

“Fotografia é uma arte que foi feita também para ser contemplada”

Uma das fotos que estará na Mostra a Sua Cara. Foto: Thiara Nogueira
Uma das fotos que estará exposta na Mostra a Sua Cara. Foto: Thiara Nogueira

Vai acontecer, no dia 8 de junho, no Salão das Ilusões, a exposição “Mostra sua cara”, que tem como finalidade propagar a arte fotográfica da capital cearense. O evento contará com a presença de professores e alunos concludentes da cadeira de Fotografia I, ministrada na Universidade de Fortaleza, e de profissionais ligados ao ramo da fotografia artística da cidade.

O evento dará oportunidade para 40 artistas, tanto para os que ainda não tiveram a chance de mostrar seus trabalhos para o mercado, quanto para os que já tiveram e vão expor suas obras como incentivo à arte. Os estilos apresentados serão diversos, em que os organizadores selecionarão quarenta trabalhos enviados. Os interessados deverão escolher 5 fotos de diferentes ensaios fotográficos e enviar até amanhã, 23, para o e-mail mostraasuacara@outlook.com.

O estudante do curso de Publicidade e Propaganda da Unifor, Luís Barbosa, 22 anos, vai expor suas fotografias no evento e fala da importância da exposição ao tornar público o seu trabalho. “Espero que seja uma mostra muito produtiva, pois será uma oportunidade boa pra quem está começando, para divulgar seus trabalhos e compartilharem experiências, além de aprenderem mais um pouco sobre a fotografia de diversas pessoas, tanto com quem está começando, quanto com quem já está no mercado há algum tempo. Para mim, vai ser uma ótima divulgação do meu trabalho, pois estarei sabendo se o que eu estou fazendo é bom ou ruim, e o que posso melhorar“.

Segundo a idealizadora do evento, Pamella Caula, a escolha por uma exposição de fotografia foi devido, primeiramente, por ela trabalhar nesse ramo, tornando o evento mais propício às suas aptidões. Além disso, a organizadora espera o reconhecimento da fotografia como uma arte. “Fotografia é uma arte como qualquer outra. É uma arte para ser contemplada, admirada e merece o devido respeito e a devida atenção”.

A mostra tem como intuito também proporcionar aos artistas, que terão suas fotografias expostas, um real conhecimento de seus trabalhos e provar que fotografar não é só registrar um momento, além de incentivar a valorização dos espaços artísticos de Fortaleza. “Eu espero, antes de mais nada, que as pessoas entendam, inclusive as que estão expondo, que a fotografia não é uma coisa tão banal como muitos supõem. Não é porque temos redes sociais que nos propiciam ver fotografia de tudo que é jeito que isso é uma arte banal. Fotografia é uma arte que foi feita também para ser contemplada. Por último, a ideia inicial é ocupar os espaços artísticos de Fortaleza”, conclui a idealizadora.

Serviço

Local: Salão das Ilusões

Data: 8 de junho

Horário: 17 horas

Entrada: Franca

Texto: Thaís Barbosa 

Quarta edição do Debatepapo discute edição de imagens

debatepapocartaz2013

Tendo como tema “Manipulação Fotográfica e Criação”, o próximo Debatepapo irá discutir qual o limite da manipulação de imagens e sua edição, analisando a legislação vigente. Para tanto, o evento contará com quatro profissionais da áreas da fotografia, direção de arte, arte finalização e legislação. O debate busca incentivar a troca de ideias entre alunos e profissionais da área, disponibilizando um leque de informações que permitirá aos futuros profissionais uma analise mais crítica da realidade.

O Debatepapo é um evento criado pelo curso de Publicidade e Propaganda para discutir os novos rumos da criação publicitária em âmbito nacional e internacional. Contando com a participação de profissionais de peso e abordando temas atuais, o evento busca debater sobre as novas tendencias e realidades do mercado publicitário atual.

A quarta edição do evento acontecerá no próximo dia 30, às 7:30h, no auditório da biblioteca e será aberto ao público.

Texto:  Juliana Teófilo

[Ensaio] Baixa Velocidade

eduardo cunha (3)
Fotos: Eduardo Cunha

Com a intenção de demonstrar inúmeras cores, luzes e formas, o ensaio de hoje é do aluno Eduardo Cunha, do curso de Publicidade e Propaganda da UNIFOR. A ideia veio a partir da possibilidade de experimentar, ousando na produção de fotografias abstratas,  o modo baixa velocidade, feito por alteração na velocidade do obturador da câmera, gerando efeitos que não se preocupam com a definição e o foco da imagem, mas sim com a sensação de movimento causada pela função escolhida pelo fotógrafo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Velocidade do Obturador

A velocidade do obturador corresponde ao tempo em que a câmera mantém o diafragma aberto para a luz da cena penetrar através da lente e impressionar o filme das máquinas analógicas ou o sensor das digitais, produzindo a fotografia. Velocidades mais rápidas “congelam” a imagem de objetos ou pessoas em movimento: com o obturador a 1/2000s, um carro da Fórmula 1 em plena corrida sai nítido na foto, como se estivesse imóvel na pista. Para imprimir sensação de movimento, basta reduzir a velocidade e deixar os objetos “borrarem” a foto. Câmeras com ajuste manual da velocidade possibilitam a aplicação desses efeitos.

Um pouco mais de fotografia

Diafragma é o sistema que controla a abertura por onde entra a luz que vai impressionar o filme das câmeras analógicas, ou o sensor da digitais, para produzir a imagem. Quanto maior a abertura, mais luz entra, e vice-versa. Daí, as lentes dotadas de grandes aberturas serem denominadas “lentes luminosas”. Essas lentes favorecem quem se dedica a fotos em ambientes fechados, nem sempre claros o suficiente: elas permitem entrar o máximo possível da pouca luz disponível, evitando fotos escuras. É importante saber que quanto maior a abertura, menor a profundidade de campo.

Texto: Marina Duarte e Priscila Baima