Ganhadores do Prêmio de Literatura Unifor são anunciados em cerimônia

premio de literatura unifor
Henrique Sá, Aíla Sampaio, Fernanda Coutinho, Batista de Lima e Sânzio Azevedo. Foto: Thiago Gadelha

Foram revelados nessa sexta-feira, 11, os ganhadores do Prêmio de Literatura Unifor 2013, no auditório da biblioteca. O prêmio, subdividido em duas categorias, contemplou o médico psiquiatra Musso Greco (MG), na habilidade Obra Inédita, e a estudante de jornalismo Alana Oliveira (CE), entre os laureados por Trabalhos Inéditos.

Na solenidade, os jurados, que até a premiação mantinham suas identidades em sigilo, foram nomeados pelo professor, membro da Academia Cearense de Letras, e idealizador do prêmio, Batista de Lima. Os 409 trabalhos inscritos (número recorde até então), enviados de Alagoas, Amazonas, Ceará, Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e de outros países, como Portugal e Japão, foram julgados pelo membro da Academia Cearense de Letras Sânzio Azevedo, pela professora da Universidade Federal do Ceará (UFC) Fernanda Coutinho e pela professora da Unifor Aíla Sampaio.

Em suas declarações, Batista de Lima ressaltou que ficou impressionado com a qualidade dos trabalhos. “É um livro que pode ser adotado por professores para uso em sala de aula. São textos de alto valor literário que demonstram as tendências atuais de quem está produzindo narrativas”, apresentou na descrição da Coletânea de Contos. Sendo ele o fomentador do projeto na universidade, seu discurso durante a cerimônia foi voltado para a importância de valorizar os escritores, não só para a instituição, como também para a literatura brasileira. “Contar e ouvir histórias é terapêutico”, assegurou.

Para a professora Aíla Sampaio, uma das componentes da comissão julgadora, “os trabalhos eram de excelente nível, por isso a dificuldade em escolher os premiados. Além disso, havia pouco mais de um mês para passar esses trabalhos por uma ‘peneira fina’”.

Premiados

Os ganhadores foram anunciados na ordem do vigésimo lugar até o primeiro e, no fim, o título de vencedor da categoria Obra Inédita foi concedido ao médico psiquiatra mineiro Musso Greco. Seu livro Orates (Contos Líricos), foi publicado e o autor foi presenteado com uma viagem a Washington, para conhecer a biblioteca nacional.

musso greco premio de literatura
Musso Greco. Foto: Thiago Gadelha

Entre os 20 contos escolhidos para a Coletânea do Prêmio, Liquefeito, da estudante de jornalismo Alana Oliveira, narra a história de um menino de rua sob o olhar de um flâneur. “O elemento mais significativo, a mim, é ter um texto marginal, atentando para uma das tantas histórias mesquinhas, de pessoas condenadas à apatia, selecionado num concurso erudito. A alegria não se manifesta pelo prêmio, mas pela possibilidade de tocar alguém, ainda que distante da situação descrita, com algo que não é raciocinado, mas sentido e chorado no papel”, esclareceu.

alana oliveira prêmio de literatura 2
Alana Oliveira. Foto: Thiago Gadelha

  Homenagem

Aproveitando-se do evento solene e literário, a coordenadora do Grupo Mirante de Teatro da Unifor, Kelva Cristina, prestou uma homenagem ao ator cearense José Wilker, que faleceu no último dia 5, ressaltando todo seu talento como diretor, escritor, ator e crítico de cinema.

  Texto: Andrezza Albuquerque