[Série] A escolha está próxima

Matéria produzida pelos alunos da oficina de jornalismo 2012.1

Quando se fala em Copa do Mundo, imediatamente vem em mente os estádios de futebol, as 12 arenas já escolhidas como palcos para essa competição. Mas uma disputa que ainda está em pauta na organização do evento é a escolha dos centros de treinamentos de seleções (CTs). Segundo a assessoria da Secretaria Especial da Copa 2014, aqui no Ceará, os CTs que possivelmente irão abrigar os treinamentos das seleções Copa do Mundo de 2014, já foram vistoriados pelo Comitê Organizador Local (COL) e deverão ser anunciados até julho deste ano. Durante visita ao nosso Estado, em novembro, o COL escolheu, parcialmente, seis espaços que já estão sendo analisados pela comissão organizadora do evento.

Ainda de acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria, antes da escolha, os locais passarão por outra vistoria e novas avaliações, assim poderão ter a oportunidade para mostrarem seus últimos ajustes antes da escolha. Mesmo sem data prévia, a comissão organizadora da Copa já tem em mente os três centros de treinamentos que abrigarão as seleções.

Dos possíveis locais escolhidos como centos de treinamentos para a Copa, apenas o Marina Park Hotel está localizado em Fortaleza. Os outros concorrentes são: Beack Park Acqua Resort (Porto das Dunas), Hotel Coliseum (Beberibe), Hotel Parque das Fontes (Praia da Fontes), Vila Galé Cumbuco (Cumbuco) e Dom Pedro Laguna Beach Villas & Golf Resort (Aquiraz).

A vistoria do COL é semelhante com a realizada nos candidatos a Campos Oficiais de Treinamento (COTs), ocorrido nas 12 cidades-sede durante os meses de janeiro, fevereiro e março do ano de 2011.

Os principais critérios de escolha utilizados pela FIFA são: pelo menos um campo de futebol, hotel com capacidade para abrigar, no mínimo, cinquenta integrantes, distância máxima de uma hora do aeroporto, instalações físicas, vestiário, sala de imprensa, segurança e espaços para musculação, fisioterapia e departamento médico.

Locais:

  • Beach Park Acqua Resort: Um empreendimento do Beach Park, o resort está localizado há, apenas, 30 minutos do Aeroporto de Fortaleza. Com capacidade para abrigar mais de 180 famílias. Além de possuir uma ampla sala de ginástica com academia moderna e bem equipada, o local oferece aos hóspedes acompanhamento nutricional e uma equipe médica de plantão.
  •  Hotel Coliseum:Localizado a 85 km de Fortaleza, aproximadamente 1 hora de viagem, a partir do Aeroporto Internacional Pinto Martins. O Hotel dispõe de duas piscinas, sala de ginástica e musculação, além de dois campos de futebol, ideal para a prática de treinos leves e coletivos.

  • Hotel Parque das Fontes:Um dos mais distantes Centros de Treinamento pré-escolhido para a Copa. O grande diferencial do hotel para os outros locais concorrentes são os 4 campos, de dimensões society que o empreendimento possui. O hotel fica situado em Beberibe, à 78 km de Fortaleza e do Aeroporto Internacional Pinto Martins. Por causa da longa distância, o Governo do Estado é realizando um projeto de duplicação da CE 040, que liga Fortaleza à Beberibe, visando facilitar o acesso e diminuir o tempo de deslocamento dos atletas para o Estádio Castelão, local de competição.

  • Vila Galé Cumbuco:Concorrente direto do Hotel Parque das Fontes, o hotel também está localizado em Beberibe. À uma distância de 70km da capital, o espaço não possui campo de futebol. Mas, para suprir essa necessidade, o hotel passará por reformas e, em breve, será construído um campo com dimensões aceitáveis pela FIFA. O espaço ainda possui academia, sala de jogos, pista de cooper, quadras de vôlei e tênis, além de um espaço para fisioterapia e tratamentos médicos.

  • Marina Park Hotel:O único dos CTs que está situado em Fortaleza e à apenas 12 km de Aeroporto. O grande diferencial do Marina é o seu Heliponto homologado pela ANAC, que estará à disposição dos atletas em situações de emergência. O hotel também possui sala de ginástica e espaço para Cooper. O espaço ainda não possui um campo de futebol, mas, em sua reforma para receber a Copa, o hotel improvisará um campo para os atletas.

  • Dom Pedro Laguna Beach Villas & Golf Resort: Situado em Aquiraz, a 31 km de Fortaleza e a 40 km do Aeroporto Internacional Pinto Martins. É o maior empreendimento turístico com padrão internacional aqui no Estado. O hotel possui 112 unidades de alojamentos divididos em 64 apartamentos. Um dos diferenciais do empreendimento é um campo oficial para competições de Golf.


Texto:  Lívia Marques e Karen Limeira 

Orientação: Profa. Adriana Santiago

[Série] Mobilidade Urbana para a Copa: vai dar tempo ?

Matéria produzida pelos alunos da oficina de jornalismo 2012.1

Mapa das obras – Foto: http://www.portal2012.org.br

Fortaleza vai receber obras importantes de mobilidade urbana para a Copa de 2014. A cidade detém hoje, o segundo trânsito mais complicado do país , só perdendo para São Paulo. Quem mora aqui, sabe a dificuldade de locomoção , principalmente nos horários de pico. Além da falta de planejamento e alargamento de vias, a situação do trânsito na cidade, se agrava mais ainda, por conta de cerca de 5.ooo novos carros , que passam a circular em Fortaleza todos os meses, segundo a estimativa do DETRAN. Se os motoristas sentem dificuldade de locomoção no dia-a-dia imaginem numa Copa do Mundo , onde Fortaleza vai receber um público de 3 milhões de pessoas, por isso a importância dessas obras. Sem elas, seria praticamente impossível a realização de uma Copa em Fortaleza.

Mas será que vai dar tempo fazer tantas obras? Para fazer o acompanhamento dos acontecimentos que envolvem o processo de mobilidade urbana para a Copa, preparamos um memorial de links de matérias e multimidialidade , onde o leitor poderá acompanhar passo-a-passo o andamento dos trabalhos.

As obras de mobilidade urbana para a Copa de 2014 deram início no dia 24 de janeiro deste ano. A prefeita Luizianne Lins e o coordenador de Projetos Especiais Geraldo Accioly acompanharam os primeiros trabalhos que foram feitos no cruzamento da Via Expressa com a avenida Abolição, conforme matéria publicada no site portal 2012. Mais quatro avenidas estão inclusas no processo: Dedé Brasil, Alberto Craveiro, Paulino Rocha e Raul Barbosa.

Quando falamos em obras nas vias urbanas de Fortaleza, logo pensamos nos engarrafamentos que são constantes no nosso dia-a-dia, imagine como será transitar na cidade durante as obras . Segundo informação do site, as vias serão interditadas parcialmente, com uma faixa por sentido bloqueada. Os trabalhos ocorrerão no período da madrugada, entre 21h e 5h, para não trazer transtornos maiores, nos horários de pico. A obra foi orçada em R$ 145 milhões e as intervenções foram inicialmente, conduzidas pela Delta Construções e a previsão de conclusão é para agosto de 2013.

Podemos ver mais detalhes sobre o início das obras de mobilidade urbana, neste vídeo de uma matéria da TV Jangadeiro que adianta informações da segunda fase do projeto, como recapeamento e sinalização das vias envolvidas no projeto e a construção de túneis na via expressa .Nessa segunda etapa, outras ruas passarão por intervenções , como Dedé Brasil, que receberá implantação de corredores exclusivos para ônibus e construção de viadutos. A avenida Alberto Craveiro receberá alargamento para 4 faixas, corredor de ônibus e construção de túnel. Ao contrário do que disse o site Portal da Copa, nessa matéria, as obras foram orçadas em 261 milhões.

Os fortalezenses já pouco acreditavam na conclusão das obras de mobilidade urbana da capital cearense. Depois de iniciadas, as atividades andavam meio lentas . Para piorar a situação, as obras, que são de responsabilidade da Prefeitura de Fortaleza, foram interrompidas quatro meses depois do início pois a construtora responsável, Empresa Delta Construções S/A, pediu recisão de contrato. Como se pode acompanhar nessa reportagem .

A nossa equipe entrou em contato com a Coordenadoria de Projetos Especiais e Relações Institucionais e Internacionais ( Cooperii) para obter uma posição a respeito das obras na cidade, a mesma não concedeu a entrevista, alegando que devido ao imprevisto, os coordenadores e engenheiros não estariam autorizados a conceder entrevistas, até que fosse resolvido o empecilho e que o novo processo licitatório fosse lançado. Um mês após anunciar a saída da Delta, a prefeitura anuncia o novo edital para as obras de 2014. A previsão é que as obras tenham início em setembro deste ano e a nova construtora terá que trabalhar dia e noite para não atrasar a entrega , que deverá ser em dezembro de 2013, conforme informado nesta matéria.

Segundo o coordenador de projetos especiais da prefeitura, Geraldo Aciolly, com o novo cronograma do edital, a prefeitura fará o máximo para cumprir as metas no prazo. E aí, será que vai dar tempo?

Texto: Rosanni Guerra e Thayane Silva 
Orientação: Profa. Adriana Santiago

[Série] Transporte urbano em Fortaleza

Matéria produzida pelos alunos da oficina de jornalismo 2012.1

Fortaleza vive atualmente grandes problemas no transporte urbano. A cidade tem mais de dois milhões de habitantes e a frota constituída de ônibus, táxis e trens não mudou em relação a anos atrás. As linhas de ônibus são operadas por empresas particulares, sendo concessão do município de fortaleza. De acordo com o Sindionibus, existem 1950 veículos urbanos na cidade, com idade media de 4,39 anos. O município de Fortaleza mantêm também uma tarifa de ônibus com preço de R$ 2,00 e R$ 1,00 (estudante), além da tarifa social de R$ 1,00 para todos nos fins de semana.

Os táxis também são em grande quantidade, que não atendem a população. Além disso, as tarifas são caras, portanto apenas uma parte da população, que tem o maior poder aquisitivo pode usá-los. Os trens serão substituídos quando o metrô estiver em funcionamento. Hoje fazem a linha da Praça de Castro Carrero até a Parangaba. Costumam ser usados pela parte da população mais humilde, pois possuem uma tarifa baixa.

A construção do metrô foi pensada para atender a população da capital e a obra já se estende por dez anos. A linha sul do metrô, que vai da Vila das Flores em Pacatuba até o centro da cidade, será a primeira rota a ser inaugurada, provavelmente ainda este ano. Até a copa do mundo de 2014, deverá estar concluída a linha oeste e leste, pois a cidade recebe um fluxo maior de turistas. Fortaleza já iniciou as obras de mobilidade urbana com os recursos do PAC, do Estado e do Município.

Texto: Vivian Roriz
Orientação: Profa. Adriana Santiago

[Série] (In) segurança nos estádios

Matéria produzida pelos alunos da oficina de jornalismo 2012.1

Os comentários sobre a clássica disputa do Fortaleza contra o Ceará nos campos foram deixados de escanteio na final do Campeonato Cearense de Futebol 2012. A rivalidade entre jogadores foi distoada pela confusão na torcida, que deixou muito a desejar em comportamento no estádio Presidente Vargas (PV). Xingamentos e gritarias entre torcedores que vestiam a mesma camisa e de times diferentes foi o mínimo que aconteceu após declarado o título do Ceará Sporting Club. Diante desse infeliz fato, vem a questão: como será o plano de segurança dentro e nos arredoros do estádio?

As cadeiras foram os principais alvos dos torcedores que deram um show de vandalismo, destruindo, ao todo, 72. Dentre estas, 57 sofreram a fúria dos adversários, nem o lado vencedor ficou ileso de tais atos, tendo 15 destruídas em seu setor. Foram arrancadas, quebradas ou, então, deslocadas de sua estrutura, causando um prejuízo, segundo a Secretaria de Esportes e Lazer do Município (Secel), de R$ 18.360,00, já que cada uma custa em torno de R$ 250,00.

Dessa vez, a conta vai para o time. Mas, em período de Copa, quem paga pelos danos? Segundo a assessoria da Secretaria Especial da Copa (Secopa), a FIFA é responsável pelo o que ocorre dentro do estádio. “Porém, no caso de haver algo que cause dano ou prejuízo, quem irá arcar é o país-sede. O país entra com todas as condições necessárias para que haja organização e segurança durante o evento, mas quem planeja, articula e controla as ações dentro do estádio é a FIFA”, reforça.

Dentro e fora

No Clássico-Rei, o entorno não destoou da situação ocorrida dentro do estádio, o que mudaram apenas foram os objetos depredados. Os carros particulares foram os maiores alvos. Segundo a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), 30 ficaram danificados, com uma despesa de R$ 17.430,00. De acordo com o Juizado Especial do Torcedor, no total, foram 15 Boletins de Ocorrência (BO) e quatro Termos Circuntancial de Ocorrência (TCO).

Para o Mundial, há planos para uma maior proteção ao redor do Castelão. Será, em média, uma área de de 500 a 2.000 com reforço policial requisitado também pela Fifa. De acordo com a Secopa, está previsto um investimento total de R$ 248,7 milhões para garantir a segurança durante os jogos.

“Dentro desse plano, alguns projetos já estão sendo executados, como o recém-inaugurado Circuito Fechado de TV (CFTV), que possui 86 câmeras de segurança instaladas em pontos estratégicos da Capital e a Central de Monitoramento das Imagens. Nessa lista, também estão em andamento a expansão e o redimensionamento da Perícia Forense (PEFOCE); a reforma e construção de delegacias da Capital e Região Metropolitana; a construção da nova sede da Delegacia do Turismo e a implantação da Divisão de Narcóticos”. [Secopa]

Além desses itens já encaminhados, há outros quesitos por serem postos em prática, como as ações aliadas a investimentos da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), como:

  • Criação da Divisão de Homicídios;
  • Realização de concurso para delegados e escrivães e inspetores de Polícia Civil, soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, oficiais da PM e peritos e auxiliares de Perícia da PEFOCE;
  • Implantação do Programa Ronda do Quarteirão e sua ampliação para mais 42 municípios do Estado;
  • Realização da Academia Estadual de Segurança Pública.

Até 2014, a lista de projetos voltados para a Copa ainda inclui a melhoria da estrutura de alguns órgãos de segurança. ”Serão implementados a reforma da Coordenadoria da Tecnologia da Informação e da Comunicação da SSPDS; a construção de sala de situação (coordenação) e reforma das demais dependências”, lembra a assessoria. Fora isso, haverá também a implantação de uma unidade especializada em acidente com produtos perigosos, a construção das novas sedes da Companhia de Eventos e Companhia de Motos (RAIO) e da Companhia Policial Militar de Turismo.

Pelo visto, a segurança está na pauta da FIFA e do Secretário Especial da Copa 2014. Afinal, o Governo do Estado também vai investir na aquisição de outros mais equipamentos para reforçar a segurança do Ceará. Está na relação:

  • Dois helicópteros para o Ciopaer, sendo um deles para o Serviço de Resgate;
  • 20 viaturas de combate a incêndio e 30 do tipo resgate;
  • Quatro unidades móveis especial de perícia criminal em local de crime;
  • Veículo anti-tumulto e um especial anti-bomba para controle de atentados.
  • Mais 100 câmeras para o sistema de videomonitoramento da SSPDS, já autorizado pelo governador Cid Gomes.

Hora do teste

Próximo ano, o Castelão será estreado e tornará-se o provável palco do Campeonato Cearense 2013. Diante das colocações quanto os atos de vandalismo realidade da última edição, será que o novo estádio vai resistir às torcidas organizadas? Se houver algum dano, quem arcará com as despesas?

“De acordo com a Parceria Público-Privada estabelecida entre o Governo e a iniciativa privada, é garantido que até o ano de 2018, a responsabilidade de qualquer evento é da Arena Castelão, empresa formada pelos integrantes do Consórcio vencedor da licitação (Galvão Engenharia S/A, Serveng Civilsan S/A e BWA Tecnologia de Informação LTDA). Naturalmente, as questões de segurança durante os jogos serão de responsabilidade da Federação de Futebol e do Governo do Estado”. [Secopa]

Então, dessa forma, se algo acontecer, a conta vai direto para o endereço da Arena Castelão, empresa formada pelos integrantes do Consórcio vencedor da licitação (Galvão Engenharia S/A, Serveng Civilsan S/A e BWA Tecnologia de Informação LTDA) e que é responsável por todo o planejamento de ações referentes a operação do estádio nesse período está em fase de formulação.

Texto: Camila Marcelo
Orientação: Profa. Adriana Santiago

[Série] Se tá assim agora, como será na Copa? Educação no trânsito já!

Matéria produzida pelos alunos da oficina de jornalismo 2012.1

Não somente o mal estado das vias da nossa cidade precisam de atenção, mas o comportamento dos motoristas ao volante, por isso o trânsito em Fortaleza está cada vez mais difícil. É fácil constatar esta afirmativa, não existe mais um horário que o fortalezense possa sair e encontrar avenidas sem engarrafamentos.

Com a facilidade que se tem hoje de comprar um carro, e o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre os carros baixou de novo, as pessoas cada vez mais optam pela possibilidade de não dependerem mais de transportes públicos. Isso reflete em uma disputa pela vias cada vez mais acirrada entre carros, ônibus, motos, bicicletas e pedestres. Situação esta definida por muitos como: insustentável. O fato é que ruas e avenidas não estão preparadas para suportarem minimamente o aumento do tráfego em Fortaleza. Só em este mês de junho, a expectativa é de 5,5 carros novos nas ruas. Em abril, o Detran divulgou que já temos, no Ceará, 2.002.366 carros.

Quadro divulgado no O Povo Online, em 20/05/2012.

As pessoas que sofrem diariamente com o problema do trânsito congestionado tem feito a seguinte pergunta: Se está assim agora, imagina na Copa? O questionamento vem pelo fato de não se ver obras que viabilizem o fluxo de carros que já é grande e crescerá ainda mais no período dos jogos.

E a educação do motorista?

Foto: Divulgação

A Educação no Trânsito é, sem dúvida, um tópico importante e relevante que deve ser pauta de discussões. O mal comportamento dos motoristas causa não só estresse naqueles que precisam encarar um trânsito complicado.
Ele é responsável por acidentes que deixam várias pessoas feridas e, em casos mais graves, tiram a vida de milhares de vitimas por ano.

A reportagem buscou saber se existem ações que promovam uma preparação com relação a este tema para o período dos jogos na Copa do Mundo. Mas não é uma informação fácil de achar com os órgãos públicos. Em conversa por por telefone, Paulo Ernesto Cerpa, assessor do Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (DETRAN-CE), afirmou que existe hoje uma ação feita nas aulas preparatórias para tirar a carteira de motorista e outra de educação com crianças, mas é o trabalho rotineiro, nada específico para a Copa.

Para Paulo Ernesto, seria importante que houvesse um trabalho nesse direcionamento, mas é responsabilidade do município e não do Detran, que é do governo estadual. Neste jogo de empurra-empurra, o que a reportagem apurou é que o trabalho fica mesmo com as escolas preparatórias de legislações, conhecidas como centrões.

Para saber como o tema Educação no Trânsito é abordado nessas aulas preparatórias mencionadas por Paulo Ernesto, a reportagem foi até ao Centrão da Parangaba. Lá é um dos lugares credenciados pelo Detran para ministras os conteúdos abordados nas provas. Em conversa com uma das professoras do local, Socorro Vidal, ela explicou que tem dado as aulas como sempre, não existe nada relacionado aos jogos da Copa.

A Assessoria da Prefeitura não respondeu às duas vezes que foi procurada pela reportagem, o que se pressupõe que não há nenhum programa específico para a área. Com base nas informações que obteve nas conversas, a reportagem conclui que não existe até agora nenhuma ação ou projeto referente a preparação dos motoristas da nossa cidade para comportarem-se melhor em seus veículos visando a Copa do Mundo.

Nos materiais usados pelos alunos que procuram conquistar a carteira de motoristas existe um tópico que diz: Direitos e Deveres do Cidadão no Trânsito. Nele consta o seguinte texto: ”É seu dever – transitar sem constituir perigo ou obstáculo para os demais elementos do trânsito”. Todas as demais normas são derivadas deste preceito simples. O tópico é bem claro, é importante que os motoristas respeitem os outros motoristas, os transportes públicos, ciclistas e os pedestres.

Mesmo não havendo nenhuma ação preparatória, os motoristas precisam rever o comportamento no trânsito, até os pedestres precisam aprender como se comportar nas ruas de Fortaleza. Felizmente existem pessoas que agem de forma consciente e respeitam o outro. E alguns motoristas sabem que o carro não é uma arma, mas pode se tornar uma dependendo do comportamento de quem o dirige.

O governo tem responsabilidade na promoção de atividades que resultem em melhorias físicas das vias públicas e em projetos que ajudem a incentivar um melhor comportamento das pessoas.No entanto é fundamental que venhamos a nos conscientizar de que depende de todos nós termos ruas e avenidas sem tantos acidentes.

O debate sobre o assunto é indispensável, devemos exigir do município ações que tragam soluções. A questão é urgente se pensarmos que Fortaleza tem hoje 2,5 milhões de pessoas com previsão de termos em nossa cidade mais 3,5 milhões no período da Copa do Mundo. E, em menos de um ano, teremos a Copa das Confederações, onde vamos ter um jogo da seleção brasileira.
As nossas ruas não estão comportando os carros das pessoas que moram aqui, como será nesse período,já que o número de carros será ainda maior?

E hora de cidadãos e autoridades unirem-se para que o período dos jogos aqui em Fortaleza seja de muita alegria e paz no trânsito, cada um fazendo a sua parte.

Texto: Camila Marcelo
Orientação: Profa. Adriana Santiago