[Fotolegenda] Graduação em Eventos comemora nota máxima do MEC

Foto: Thiago Gadelha
Foto: Thiago Gadelha

Aconteceu ontem, às 17 horas, a confraternização entre professores e funcionários em comemoração ao resultado da avaliação do curso de Graduação Executiva em Eventos pelo Ministério da Educação (MEC), na sala S2. A graduação recebeu a nota 5, critério máximo de qualidade expressa pelo ministério. A professora e coordenadora do curso, Milena Auip, afirma que a qualificação do curso não para por aqui, e que as sugestões dadas pelas avaliadores serão acatadas em prol de uma constante melhoria de alunos e professores dentro e fora da Universidade.

Texto: Beatriz Santos

Professores do Audiovisual comemoram nota máxima no MEC

Curso de Audio Visual e novas mídias da Unifor recebeu nota cinco do MEC / Foto: Damião Soares

Avaliado pelo Ministério da Educação (MEC) no mês de março, o curso de Audiovisual e Novas Mídias da Unifor conquistou a nota máxima concedida pelo setor, que é cinco. Isso quer dizer que, o curso atende plenamente os critérios de formação de profissionais para este campo do conhecimento, seja na dimensão institucional, de professor e de projeto pedagógico. A primeira turma foi formada o ano passado.

Pioneiro no Ceará, o curso de Audiovisual e Novas Mídias foi iniciado na Unifor em 2008, com a finalidade de formar profissionais para ocupar as mais diferentes funções das produções audiovisuais, um dos setores com maior potencial de empregabilidade no mundo contemporâneo. “A proposta pedagógica do curso está em sintonia com o que há de mais atual no campo da comunicação, articulando conteúdos teóricos e práticos, que exercitam o pensamento crítico e a criatividade do aluno”, diz a professora Ana Quezado, coordenadora do curso.

A coordenadora chama a atenção para a formação do corpo docente, com profissionais de destaque no campo do audiovisual, reunindo experiências acadêmica e técnica, o que garante uma fértil e criativa articulação entre o pensamento teórico, estético e a dimensão do mercado. Todas essas questões foram vistas “in loco” pelos avaliadores do MEC. Danillo Silva Barata, da Universidade Federal do Recôncavo Baiano, e Aldo Victorio Filho, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

“Enquanto o tempo corre, todos os dias vamos erigindo a imagem do curso e do próprio tempo. Com o cuidado de quem ainda é miúdo, nem me toquei que estávamos fazendo um projeto que se avoluma muito rápido. Me dei conta agora de que o curso cresceu, muito por conta da constante demanda do setor audiovisual no Ceará”, comemora o professor Valdo Siqueira.

Já a professora Bete Jaguaribe, o curso de Audiovisual da Unifor é uma conquista do estado e materializa uma antiga demanda do campo audiovisual do Ceará, que se desenvolveu sem formação acadêmica, apoiado na disposição dos realizadores e de políticas públicas ocasionais. “A performance do curso é resultado da compreensão da importância histórica que esta conquista representa. Somos uma equipe que tem uma preocupação enorme de formar jovens capazes de responder às demandas da cultura contemporânea, com o compromisso de contribuir com a transformação social do país. É um grande desafio, mas acredito que as primeiras respostas são animadoras”.

Texto: Gizelle Nuaz
Orientação: Adriana Santiago