[Claquete] Escutar com os olhos

hear_me_2009___51021_zoom

Para quem espera um romance comum como todos os outros, Ting Shuo (Hear Me, em inglês)  não é a opção certa. O filme taiwanês mergulha no universo da linguagem de sinais e fala, principalmente, sobre amor e superação, mas com uma abordagem diferente do comum.

Tian Kuo (Eddie Peng) trabalha entregando refeições do restaurante de seus pais e conhece Yang Yang (Ivy Chen), uma menina surda que dedica sua vida a cuidar de sua irmã Xiao Peng (Michelle Chen). Yang Yang trabalha como artista de rua e, com o pouco que ganha, ajuda a pagar os treinos de natação de Peng, que sonha em ser uma medalhista da Deaflympics – Surdolímpica.

Hear-me_3706_10

Tian Kuo se apaixona à primeira vista por Yang Yang e a sua debilitação não o impede de tentar se aproximar da garota. Pelo contrário, ele luta para aprender cada vez mais a língua de sinais, e escolhe ter aula com uma professora da faculdade. Para ele, não é nenhum esforço. Assim, começamos a questionar até que ponto é possível ir por amor.

Yang Yang também se apaixona por Tian Kuo, mas fica presa à obrigação de cuidar da irmã e fazer com que ela realize seus sonhos, enquanto os seus ficam de lado. Quando Peng sofre um acidente e não pode mais competir, Yang Yang sofre bastante, e o seu relacionamento com Tio Kuo também. Ele, porém, não desiste de ficar com ela em nenhum momento e cria diversos planos para mostrá-la de que realmente a ama (um deles envolvendo se fantasiar de árvore no seu jardim).

HearMe4Apesar de ser um romance, caímos também no conflito entre as duas irmãs, quando a própria Peng confronta Yang Yang sobre todos os sacrifícios que ela tem que fazer deixando de lado sua vida para fazê-la feliz. Além disso, Tian Kuo precisa provar para os seus pais e para a sociedade de que um relacionamento entre uma surda e um ouvinte pode dar certo.

Em vez de nos conformarmos com discussões pequenas e beijos apaixonados, somos jogados em uma história que gira em torno de conflitos e, ao mesmo tempo, não perde o humor na imagem cômica de Tian Kuo. Ele nos faz refletir sobre os valores de família e até que ponto uma pessoa deve se sacrificar pela outra. Para olhar esse filme com outros olhos, basta assisti-lo. O confronto de línguas, posições e pensamentos já transporta o público e o faz torcer para que Tiao Kuo possa, finalmente, dizer “eu te amo” para Yang Yang. Ou melhor, sinalizar.

Ficha técnica

Título: Ting Shuo

Ano: 2009

Gênero: Romance

País de origem: Taiwan

Direção: Fen-Fen Cheng

Duração: 109 minutos

Texto: Thaís Praciano