“Educação pela Arte” abre XVI Unifor Plástica

Emoção foi o que se pôde perceber na abertura da 16ª edição da Unifor Plástica, na noite desta quinta-feira (20).  Com o tema “Educação pela Arte”, trouxe grande diversidade de mídias nas composições artísticas, desde vídeo sob pintura a pintura sobre fotografia, inclusive bordado. As formas de expressão são muitas, o que torna a exposição mais rica e valoriza o trabalho da curadoria. “O curador tem um trabalho muito minucioso. Você mata uma obra se ela for muito delicada e se a puser ao lado de outra muito colorida, exuberante. Esse é um trabalho de se colocar no lugar do artista e do público. Por isso, a primeira coisa que fiz depois da seleção foi mandar um e-mail para todos os inscritos que não foram selecionados”, explicou o curador da exposição Pablo Manyé.

Continue lendo ““Educação pela Arte” abre XVI Unifor Plástica”

Mercado e arte são tema de palestra

Professor Pablo Manyé, Bruno Pedrosa, Vice-Reitor de Extensão Randal Martins e Maurizio Vanni/ Fotos: Rachel Castelo

Tão intensa quanto seus trejeitos – típicos do que se espera da expansividade italiana – foi a frase final do curador italiano Maurizio Vanni: “A Arte é como fazer amor: instintiva”. Disse isto em italiano e solicitou a tradução ao artista Bruno Pedrosa, autor da mostra Presságios, que terá abertura nesta quinta-feira (20). Corado e entre os risos generalizados da plateia, Pedrosa eximiu-se da “missão”, resumindo-a ao necessário: “Basta dizer que arte é instintiva”. Convenientemente, o dialeto italiano é bem parecido com o português, e as poucas lacunas do discurso foram traduzidas por largos gestos.

Continue lendo “Mercado e arte são tema de palestra”