Uma ventania de talento

De passagem por Fortaleza para divulgar a peça “Sopros de vida”, as atrizes globais  Rosamaria Murtinho e Nathalia Timberg reservaram o fim da manhã de 28 de maio para um descontraído bate papo com a imprensa local. Ao final, Rosamaria elogiou o apoio ao teatro cearense promovido pela Universidade, por meio do Projeto Grandes Espetáculos, e aplaudiu a equipe do Labjor por sermos seus representantes.

O cenário e bastidores da coletiva / Fotos: Camila Marcelo

O bate papo

Não como de costume, a coletiva estava marcada para 11h, no Teatro Celina Queiroz. Após meia hora de espera, as duas apareceram diante dos jornalistas locais com muito bom humor e simpatia.

“Desculpa pelo horário, mas eu estava conversando no telefone com um grande amigo meu, o Lino Villaventura. Estávamos marcando um almoço amanhã. Já estou até vestida de Ceará”, brincou Rosamaria, que usava um vestido vermelho de renda.

Depois das desculpas, ambas sentaram-se no sofá que integrava o cenário já montado. Com microfones em cima da mesa na frente delas, as perguntas começaram a ser feitas. Sem uma ordem pré-determinada, a boa política de um não interferir na fala do outro foi respeitada e sem ninguém impor nada.

O enredo

A peça  mostra o encontro de duas mulheres que dividiram o mesmo homem por 25 anos. Frances (Rosamaria), a esposa, é uma escritora de sucesso. Ela vai ao encontro da “outra” para poder conhecê-la e melhor compreender o triângulo amoroso, o qual fez parte por muito tempo de sua vida, para depois usá-lo como inspiração para o seu próximo livro. A história tem como cenário a Inglaterra, mais especificamente a casa de Madelaine (Nathalia), a amante.

O embate entre as duas protagonistas não passa de um respeitoso diálogo e suaves ‘farpas’ disparadas pelos dois lados. O que não está nada próximo da nossa realidade latina. A peça contém um humor inteligente, mas isso não faz com que ela seja uma comédia. Rosamaria afirma que ao invés de raiva, elas passam a ter um entendimento mútuo.

“Acho que no final, elas se compreendem”.

Bastidores da nossa equipe

Ela diz que por suas personagens serem inglesas, o autor não quer ser tão óbvio nos diálogos.

“Elas não jogam água na cara uma da outra, não chama a outra de cretina. Fazem o oposto”.

Pouco foi mudado do roteiro original do autor David Hare, que adaptou grandes sucessos do cinema, como “As Horas” e “O Leitor”. Nathalia Timberg e Naum Alves, diretor dessa montagem, adaptaram o texto para o português e tentaram ser fiéis a primeira versão, mas sempre há a contribuição dos atores.

“Tem uma fidelidade com o texto, sim, mas também tem um pouco de mim, sim”, afirma Rosamaria.

Nathalia Timberg à esquerda e Rosamaria Murtinho à direita

Quando questionada se preferiria fazer o papel da amante, por parecer ser mais interessante, ela rebateu.

“Por que seria?”. E sua parceria de palco completou: “As duas personagens são fascinantes de se fazer. Às vezes me pego vendo a Nathalia admirando a Rosinha atuar”.

“Sopros de vida” esteve no final do mês de maio na Unifor. O Teatro lotou e para aqueles que não puderam ver essas atrizes, que são reconhecidas por seu talento nas telas e no palco, só resta aguardar os próximos projetos de cada uma, ainda não divulgados.

Camila Marcelo, Viviane Sobral e Wolney Batista, ao fundo Rosamaria e Nathalia em entrevista para o programa Must

* Texto de Camila Marcelo e Wolney Batista / Vídeo: Viviane Sobral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s